Arrasando

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arrasando
Álbum de estúdio de Thalía
Lançamento 25 de abril de 2000 (2000-04-25)[1]
Gravação 1999—00, no Crescent Moon Studios, em Miami, Flórida[2]
Gênero(s)
Duração 48:32
Gravadora(s) EMI
Produção
  • Emilio Estefan. Jr
  • Thalía
  • Roberto Blades
  • Kike Santander
  • Lawrence Dermer
Cronologia de Thalía
Amor a la Mexicana
(1997)
Thalía con banda - grandes éxitos
(2001)
Singles de Arrasando
  1. "Entre El Mar Y Una Estrella"
    Lançamento: 18 de janeiro de 2000 (2000-01-18)
  2. "Regresa a mí"
    Lançamento: 5 de maio de 2000 (2000-05-05)
  3. "Arrasando"
    Lançamento: 18 de agosto de 2000 (2000-08-18)
  4. "Reencarnación"
    Lançamento: 9 de abril de 2001 (2001-04-09)
  5. "Rosalinda"
    Lançamento: 14 de junho de 2001 (2001-06-14)

Arrasando é o sexto álbum de estúdio da cantora e compositora mexicana Thalía, lançado em 25 de abril de 2000 pela gravadora EMI. Produzido por Emilio Estefan, Kike Santander e Roberto Blades e Thalía que também colaborou na composição de oito canções. O material foi gravado no Crescent Moon Studios em Miami, Florida. Esta foi a terceira vez que ela colaborou com o produtor musical Emilio Estefan, que promoveu sua carreira musical internacionalmente. Musicalmente, o material mistura diferentes gêneros como pop, pop latino, banda, house até synth pop, world music e rap, entre muitos outros.

Depois de seu último álbum na década de 1990, Amor a la Mexicana (1997), com o qual ela fez promoção em países como Alemanha, França, Brasil, Estados Unidos e Filipinas entre muitos países, Thalía embarcou momentaneamente na atuação com a telenovela Rosalinda (1999) e no filme Mambo Café (1999-2000). Isso motivou a demora de quase um ano para compor músicas para o álbum.

Para promover a obra, Thalia, entre 2000 e 2001, fez apresentações em diferentes mídias e festivais na Europa Oriental, América e em algumas partes da Ásia e da África. Arrasando recebeu em sua maioria comentários positivos dos críticos e foi certificado nos Estados Unidos com disco de platina duplo pela Recording Industry Association of America (RIAA) e em vários outros países. O álbum também recebeu prêmios e indicações em premiações como o Grammy Latino, Lo Nuestro, Billboard Music Awards e Billboard Latin Music Awards. Das doze músicas do álbum, cinco singles foram lançados entre 2000 e 2001: "Entre El Mar Y Una Estrella", "Regresa a mí", "Arrasando", "Reencarnación" e "Rosalinda", que alcançaram boas posições em várias paradas musicais, incluindo na Billboard. Desde sua estreia, estima-se que o álbum vendeu em torno de 2 milhões de cópias em todo o mundo.[4]

Antecedentes e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Depois de três anos sem lançar um material discográfico,[5] de uma agitada promoção com o álbum Amor a la mexicana entre 1997 e 1998 em diferentes partes do mundo, e das gravações, em 1999, de sua telenovela Rosalinda e do filme Mambo Café, Thalia começou a escrever algumas das músicas do álbum. Rosario Valeriano, gerente de imprensa da EMI México, comentou que "Thalia queria preparar um produto de qualidade, por isso levou quase um ano para preparar cada uma das faixas incluídas no álbum" e acrescentou que havia valido a pena a espera.[6] Enquanto isso, Estefan disse que estava feliz em colaborar novamente com Thalía, e ele confiava muito nela quando se tratava de compor músicas.[6][7] Por sua vez, a cantora comentou que "Emilio [Estefan] é como um irmão; somos amigos, mas temos irmandade; Ele é uma pessoa muito alegre e eu gosto de me cercar de pessoas alegres".[8]

Em uma entrevista realizada no Chile em 2001, Thalía comentou "[no processo de gravação] participei de todos os detalhes; Escolhi as faixas, escrevi as letras e cuidei dos arranjos musicais e do design da capa. É como um raio X pessoal". Ela também acrescentou como foi lindo para ela gravar o álbum e seu resultado superou completamente todas as expectativas que ela tinha.[9] Sobre a escolha do título do álbum, a atriz também assegurou que "[o ano] 2000 representa um desafio, que não só tem que ser superado, devemos arrasar".[10]

Produção e apresentação[editar | editar código-fonte]

Arrasando é o sexto álbum de estúdio de Thalía e combina gêneros musicais de pop, pop latino, banda, house até synth pop, world music e rap.[11][12][13][14][15] A cantora comentou a respeito: "Minha música sempre foi pop latino, mas esse álbum tem um som de dance, um pouco de rap e R&B, então faz um círculo perfeito".[8]

Durante o fórum "Música latina, a experiência global", realizada no México no início de 2000, o presidente da EMI Latin, José Behar disse: "Para este ano [2000] teremos muitos lançamentos, mas nossa prioridade é o álbum de Thalía [...] A gravadora vai apostar tudo no novo disco da cantora e atriz".[16][17] No lançamento do álbum, Thalía comentou: "[...] meu compromisso atual é com a música. [... Arrasando] é meu grande compromisso".[18] Após o lançamento desta produção, Thalía decidiu se afastar das novelas e dedicar-se completamente à música.[19]

Promoção[editar | editar código-fonte]

Thalía em 2004, durante sua turnê High Voltage Tour.

Rosario Valeriano, do site Critica.com comentou que a cantora começaria uma turnê promocional na Argentina e na Espanha.[20] A turnê se extendeu pela Europa Oriental, Ásia, África e América.[21][22] Em 2000, a cantora visitou o Chile e apareceu no programa Viva el lunes, e na Feira Disco, localizada no Mall Plaza Vespucio.[23][24][25] No mês seguinte ao lançamento do álbum nos Estados Unidos, Thalia se apresentou na Casa Branca para comemorar o dia 5 de maio.[26][27] Na Espanha, o álbum foi promovido em Madri e no México houve apresentações em inúmeros programas, como Otro Rollo.[28][29] Outros países incluídos em seu repertório de shows foram Turquia, Israel, Polônia, França, Itália, Letônia, Bulgária, Japão, Indonésia, Canadá e Arábia Saudita.[30] A artista fez uma pausa no final de 2000 e se casou com o então presidente da gravadora Sony Music, Tommy Mottola. O casamento contou com a presença de inúmeras personalidades como Michael Jackson, Julio Iglesias, Jennifer Lopez, Donna Summer, Bruce Springsteen, Robert De Niro, Juan Gabriel, Barbra Streisand, Marc Anthony e Tony Bennett, o evento ajudou a promover ainda mais o álbum, já que a cantora se tornou notícia em vários jornais e tabloides em todo o mundo.[31][32] O cantor Juan Gabriel compôs uma canção exclusivamente para o casamento.[33] Thalía usou um vestido de noiva que pesava mais de vinte quilos,[34][35] que tinha uma cauda de dezesseis metros de comprimento, o que gerou chamou atenção dos veículos de imprensa e do público.[36][37][38][39] O custo do casamento foi de três milhões de dólares.[40][41] Durante a promoção do álbum a cantora utilizava um vestuário mais comportado, com vestidos longos, calças e capas , diferente das roupas que utilizava na promoção de seus álbuns anteriores da década de 1990.[42][43][44][45][46][47]

Em relação à turnê promocional Thalía disse: "Todo o mercado em si exige muito do artista, mas ao mesmo tempo lhe dá muita satisfação porque o fato de chegar em países onde eles não falam sua própria língua [,] você vê que as pessoas o interpretam o mimetismo e o gestual”. Em 2004, durante a abertura de sua High Voltage Tour - realizado no Auditorio Nacional do México - ela cantou os cinco singles álbum. A comunidade LGBT assistiu ao concerto em massa.[48][49][50] Durante a promoção do álbum Greatest Hits, a cantora cantou a música "Arrasando" no bar do Bongo em Miami, onde a comunidade LGBT voltou a prestigia-la.[51] Para aquela apresentação, ela usava shorts jeans, jaqueta branca, botas brincos amarelos e uma camiseta laranja com suspensórios.[52]

Singles[editar | editar código-fonte]

Dos cinco singles lançados de Arrasando, quatro obtiveram videoclipes: "Arrasando",[53] "Entre El Mar Y Una Estrella"[54] e "Regresa a mí"[55][56] -dirigido por Simon Brand- e "Reencarnación"[57] - dirigido por Emilio Estefan.[58][59] Nos vídeos do álbum ela misturou conceitos diferentes, em "Arrasando" por exemplo, ela ostenta um visual “urbano”, enquanto em “Entre El Mar Y Una Estrella” ela aparece de forma etéreo e natural e recria o conceito da peça "Starfleet".[58][59] de Remedios Varo.[60][61][62] No vídeo de "Reencarnación", a cantora interpretou diversas personas, como: sereia, índio Apache, deusa balinesa, rainha punk e ela mesma.[63][64] A esse respeito, Ed Grant, da revista Time, disse que os vídeos dessa produção "a afastaram da imagem sexual, explícita e extravagante de seus vídeos da década de 1990".[65]

O primeiro single, "Entre El Mar Y Una Estrella" foi lançado em 28 de março de 2000[66] e tornou-se a primeira música da cantora a liderar três paradas da Billboard: Hot Latin Tracks, Latin Pop Airplay e Latin Tropical/Salsa Airplay, a música também apareceu na chart de Latin Regional Mexican Airplay, ocupando o vigésimo quinto lugar.[67] Depois do sucesso de "Entre El Mar Y Una Estrella", a artista comentou durante uma entrevista em Miami que eu não esperava que ela fosse (arrasar) tão rapidamente nas listas de popularidade.[68] A cantora incluiu a música em muitas apresentações ao vivo posteriormente, por exemplo, em 2004, no show realizado no Gibson Amphitheatre, que Ernesto Lechner, do Los Angeles Times, descreveu como "extravagante" e interpretou a canção como "estranhamente poética".[69] O segundo single lançado, "Regresa a Mí", apareceu nas charts em número dezenove e doze nas listas Billboard Hot Latin Tracks e Latin Pop Airplay, respectivamente.[67] A terceira faixa, do álbum homônimo, é uma espécie de resposta sobre todos os boatos em torno da cantora, incluindo o mito de que Thalia havia extraído duas costelas para ter uma cintura muito pequena. Em 2012, a intérprete brincou via Twitter "que ela havia retirado as costelas" e mostrou um recipiente com costelas de um animal.[70][71][72][73][74][75] Arrasando apareceu na chart Latin Pop Airplay da Billboard - no vigésimo quinto lugar - em número onze na chart da Argentina[76][77] e na sétima posição na Grécia.[67]

"Rosalinda" o quarto single do álbum, a canção foi incluída no álbum após o sucesso que a produção homônima teve em muitas partes do mundo como no Oriente Médio e na América do Sul.[78][79] Ele teve pico de número 46 no Hot Latin Tracks, vinte e três no Latin Pop Airplay e trinta e sete no Latin Tropical/Salsa Airplay.[67] "Reencarnación" foi o quinto e último single do álbum; foi lançado em 2001. Alcançou a nona posição na Argentina[80] e posições dezessete e trinta no Billboard Latin Pop Airplay e Hot Latin Tracks, respectivamente.[67] Durante a sua apresentação em vídeo, a artista comentou: "[...] acredito na reencarnação, a vida é o resultado do que temos feito em outras existências".[28] Deve-se acrescentar que, para este material, Thalía fez uma versão da canção "Menta y canela", de Pérez Prado, e "Pata Pata", da sul-africana Miriam Makeba.[65]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Critica[editar | editar código-fonte]

O álbum recebeu, em sua maioria, boas criticas. Jason Birchmeier do Allmusic.com, deu ao álbum três estrelas e meia de cinco e comentou:

[...] Arrasando consolidou [Thalía] como uma completa superstar em 2000, quando seus cinco singles principais começaram a ser lançados. O álbum é moderno, muito típico para sua época; isto é, logo no começo do milênio, quando a música de grande intensidade e dança trance, se tornaram moda nos círculos da moda. A mair parte do Arrasando trabalha com esse estilo, com sua abundância de sintetizadores e ritmos de dança, bem como seus refrões em êxtase que parecem alcançar as estrelas canção após canção. [...] colocando Arrasando em perspectiva, difere claramente de seu antecessor (Amor a la mexicana) e seu sucessor (Thalia). Todos estão entre seus melhores trabalhos, sendo Arrasando provavelmente o mais artificial. Ele é mais aventureiro que o racionalizado Thalia, embora não tão livre quanto Amor a la mexicana.[81][82]

Mary Rothman, gerente da Borders Books & Music, em Fort Lauderdale, disse Fla. "Toda vez que tocamos o álbum na loja, as pessoas vêm ao balcão para pedir informações [dele] [...] e é geralmente um público bastante amplo, em termos de idade e raça.[83] Joey Guerra, crítico do site Amazon.com elogiou o álbum e sua produção dizendo "Thalia e Estefan misturam salsa, rap, reggae, cumbia, criando uma mistura irresistível".[84] Lucero Luna Campos, editor do jornal La Prensa em San Diego, afirmou que Thalía era "despótica, rude e insolente", e que "Arrasando foi um verdadeiro fracasso no mercado e não "arrasou" como ela esperava."[85] David Dorantes do jornal Houston Chronicle em uma crítica ao Primera fila, outro álbum da cantora, apontou Arrasando como um trabalho medíocre, com um pop previsível, contendo sucessos de rádio como "Arrasando".[86] Em geral, várias mídias frequentemente citam o álbum como uma das melhores e mais bem-sucedidas obras de Thalia.[56][87][88][89]

Comercial[editar | editar código-fonte]

O álbum ficou em 20º lugar nas paradas húngaras e permaneceu nela por cinco semanas.[90] Nos Estados Unidos, alcançou o número quatro no Top Latin Albums[91] e 26 no Heatseekers,[92] enquanto na parada Latin Pop Albums esteve em primeiro lugar[93] e permaneceu por mais de quarenta e duas semanas.[94] Na Suíça, atingiu o número quarenta e um por sete semanas.[95] No Chile, um mês depois de lançado, vendeu mais de 20.000 unidades.[9][96] Em setembro de 2000, a intérprete viajou para a cidade de Atenas, na Grécia, para receber as certificações obtidas de Arrasando naquele território, a cidade ficou bloqueada por duas horas devido à presença de milhares de admiradores na praça central de Omonia. Segundo Mónica Meza, gerente internacional da EMI "Arrasando é um álbum com o qual Thalía entrou em novos mercados [para ela] como Canadá, Suíça, Itália, Portugal e Japão. É importante mencionar que no Japão ela é a primeira mulher latina que conseguiu entrar nesse mercado e vender muitos discos.[83] No entanto, em nenhum desses mercados a cantora conseguiu atingir as vendas necessárias para receber alguma certificação. Arrasando vendeu ao todo mais de 600 mil cópias em junho de 2000,[83] ou seja, dois meses após seu lançamento, enquanto em junho de 2001, um milhão de cópias já haviam sido comercializadas em todo o mundo.[97] O material conseguiu obter um disco de platina no México dois dias após seu lançamento, enquanto na Espanha foi certificado uma semana após seu lançamento.[98] Com cerca de um ano de lançamento o álbum já tinha vendido mais de 1,5 milhões de cópias no mundo todos.[99] Durante uma entrevista em 2001, Thalía comentou sobre a recepção de Arrasando: "É muito emocionante perceber que todos os dias você tem que começar sua carreira do zero e não descansar em seus louros, esse tem sido o meu eterno ditado. Os resultados obtidos excederam minhas expectativas. Eu sinto que estou no melhor momento da minha carreira [...]".[64] O sucesso só fez confirmar que Thalía a cantora mexicana de maior sucesso em todo o mundo.[100][101][102]

Alinhamento de faixas[editar | editar código-fonte]

Edição Padrão[84][12]
TítuloCompositor(es) Duração
1. "Entre El Mar Y Una Estrella"  Marco Flores 3:44
2. "Regresa a mí"  Thalía, Emilio Estefan Jr., Lawrence P. Dermer, Robin Dermer, Angie Chirino 4:28
3. "Reencarnación"  Thalía, Lawrence P. Dermer, Robi Rosa 5:03
4. "Arrasando"  Thalía, Estefan Jr., Lawrence Dermer, Robin Dermer 3:59
5. "No hay que llorar"  Thalía, Lawrence Dermer 3:39
6. "Quiero amarte"  Thalía, Lawrence Dermer, Robin Dermer 3:30
7. "Suerte en mí" (cover de Gloria Estefan)Thalía, Estefan Jr., Lawrence Dermer 4:15
8. "Menta y canela"  Thalía, Dámaso Pérez Prado 3:47
9. "Tumba la casa"  Thalía, Lawrence Dermer, Norbeto Cotto, Luis Tineo 4:26
10. "Pata Pata"  Jerry Racovo, Miriam Makeba, Edgardo Franco 4:39
11. "Siempre hay cariño"  Estefan Jr., Robert Blades, Chirino 3:10
12. "Rosalinda"  Kike Santander 3:52

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

O disco ganhou vários prêmios e indicações em 2000 a 2001.[105] Para citar alguns, em novembro de 2000,[106] recebeu o Globo de Ouro da Música Hispânica para o melhor álbum feminino. Em 2001, Thalía ganhou o prêmio de estrela da Billboard, em reconhecimento à sua carreira como cantora e ao sucesso de Arrasando. Esta foi a primeira vez que a Billboard apresentou este prêmio, a fim de reconhecer os artistas latinos que alcançaram sucesso no mundo..[107][108][109] Durante a recepção do prêmio da estrela, vários artistas, como Julio Iglesias, Juan Luis Guerra e Carlos Vives, elogiaram o sucesso sem precedentes da cantora no mundo.[110] Ela também recebeu duas indicações para o Grammy Latino ,de 2001, nas melhores categorias de álbuns. vocal pop feminino e melhor gravação de engenharia para um álbum,[111] se tornando o vencedor do último[112] Deve-se notar que a cerimônia não pôde ser realizada, devido aos ataques de 11 de setembro de 2001,[113][114] alguns dos prêmios e nomeações que a produção obteve:

Prêmio Categoría Trabalho Artista Resultado Ref.
Globo de Oro a la música hispana (2000) Mejor disco femenino Arrasando Thalía Venceu [115]
Grammy Latino (2001) Mejor álbum vocal pop femenino Arrasando Thalía Nominada [116]
Mejor ingeniería Thalia Venceu [112]
Billboard Latin Music Awards (2001) Billboard estrella Ela mesma Thalía Venceu [117]
Billboard Music Awards (2001) Mejor video latino del año «Arrasando» Thalía Indicada [118]
Premio Lo Nuestro (2001) Mejor video «Entre el mar y una estrella» Thalía Indicada [119][120]
Artista pop femenina Ela mesma Indicada [120]
Artista del pueblo Venceu [120]
Los Premios MTV Latinoamérica (2002) Artista femenina del año Indicada [121]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Chart (2000) Posição
Billboard Latin Pop Albums[122] 1
Billboard Top Latin Albums[123] 4
Billboard Top Heatseekers[92] 26
Espanha (Promusicae)[124] 3
Grécia (IFPI Grécia)[125] 1
Hungria (MAHASZ)[126] 5
Suíça (Schweizer Hitparade)[127] 41

Vendas e certificações[editar | editar código-fonte]

Região Certificação Vendas/distribuição
Argentina (CAPIF)[128] 2× Platina 120,000^
Chile (IFPI Chile)[99] Ouro 10,000
Eslováquia (IFPI Slovenská Republika)[99] Platina 3,000^
Espanha (Promusicae)[129] 2× Platina 200,000^
EUA (RIAA)[130] 2× Platina 200,000^
Filipinas (PARI)[131] Platina 40,000^
Grécia (IFPI Grécia)[99] Platina 40,000
Hungria (MAHASZ)[129] Platina 50,000
México (AMPROFON)[132] Platina 250,000[133]
Uruguai (CUD)[134] Ouro 3,000^
Venezuela (APFV)[99] Ouro 10,000^
Resumos
Mundialmente 2,000,000[4]

*vendas baseadas apenas na certificação
^distribuições baseadas apenas na certificação

Créditos[editar | editar código-fonte]

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

Ano Tipo Gravadora Número do catálogo Ref.
2000 CD EMI International 5262322 [12]
Cassete 26232
CD EMI México 7243 5 26232 2 8 [137][138]
EMI Canada B00004SQXB [139]
2001 CD EMI / Capitol Europe 7243 879559 2 9 [140]
Casete EMI Ukranie 879559 2 [141]
2004 DD Capitol Latin B001J5KB2C [142][143]
2005 CD EMI United States (US) H2 0946 3 40189 20 [144]

Referências

  1. «Arrasando | Thalía | Album | MTV» (em inglês). MTV. Consultado em 31 de março de 2013 
  2. «Thalia - Arrasando CD» (em inglês). Cduniverse.com. Consultado em 31 de março de 2013 
  3. Jason, Birchmeier. «Arrasando - Thalía | Songs, Reviews, Credits, Awards | AllMusic» (em inglês). Allmusic. Consultado em 22 de junho de 2014 
  4. a b «Thalía con banda. Grandes éxitos». ¡Hola! (em spanish). Eduardo Sánchez Junco. 18 de setembro de 2001. Consultado em 24 de fevereiro de 2016. Cópia arquivada em 24 de fevereiro de 2016 
  5. «Llega Thalía ?Arrasando?». ElUniversal.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 [ligação inativa]
  6. a b «Thalía Viene 'Arrasando'». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  7. «Los Producers». Miami New Times (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  8. a b «Thalía viene 'Arrasando' (En este momento no hay imposibles en mi vida)». Elsalvador.com. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 20 de novembro de 2003 
  9. a b «Vivió Thalía una pesadilla de 40 minutos en Chile». ElUniversal.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 [ligação inativa]
  10. «Thalia viene... "Arrasando"». Panamaamerica.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 [ligação inativa]
  11. «iTunes - Arrasando by Thalía». iTunes (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  12. a b c «Thalía - Arrasando Overview». Allmusic (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  13. «Biografía de Thalía». Buscabiografías.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  14. «Thalía - Arrasando at Discogs». Discogs (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  15. «Thalía | MusicWorld». BMI. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  16. «Es Thalía prioridad de EMI Latin». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  17. «Thalía y Oscar de la Hoya tendrán disco». Elsalvador.com. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 31 de janeiro de 2005 
  18. «Rechaza Thalía interés por Hollywood». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  19. «Ya está a la venta lo nuevo de Thalía». Terra.com.mx. p. 2. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  20. «N'SYNC...en Sincronía de Exitoscita web». Critica.com.pa. Consultado em 2 de agosto de 2017 [ligação inativa]
  21. «Thalía defiende su vida personal en México». Critica.com.pa. Consultado em 2 de agosto de 2017 [ligação inativa]
  22. «Thalia …arrasando». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  23. «Thalía llega hoy a Chile». Emol.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  24. «Thalía llega mañana a Chile». Emol.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  25. «Thalía visita hoy Feria del Disco de Plaza Vespucio». Emol.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  26. «Thalía, pareja de baile del sobrino de George W. Bush». ¡Hola!.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  27. «Thalía cantó en la Casa Blanca por celebración del 5 de mayo mexicano». Cooperativa.cl. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  28. a b «Thalía dijo sentirse amada por su alma». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  29. «Los 'Rollos' de Thalía sin censura». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  30. «A cantora Thalía vai se casar com Tommy Mottola, presidente da Sony Internacional». Musica.Uol.com.br (em portugués). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  31. «Thalia Sings Through Hard Times». ABC News (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 7 de janeiro de 2012 
  32. «Farándula: Thalía arrasando con todo». La Prensa.ni. Ocean Drive. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 14 de junho de 2013 
  33. «Guadalupe Pineda, en la Basílica». El Universal.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 [ligação inativa]
  34. «Boda de la cantante Thalía con el presidente de Sony, Tommy Mottola». ¡Hola!.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  35. «Los detallitos de la boda de Thalía». Elsalvador.com. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 29 de janeiro de 2012 
  36. «THALIA TIENE CONGELADO SU VESTIDO DE NOVIA!!!». Infragantimagazine.com. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 25 de março de 2016 
  37. «Vestido de novia de Thalía se mantiene congelado». Casi.Ya.Fm. Consultado em 2 de agosto de 2017 [ligação inativa]
  38. «El modisto Mitzy quiere vestir a Thalía de emperatriz en su boda». Terra.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  39. «El estilo vintage de Thalía | Vestido de novia». About.com. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 5 de março de 2016 
  40. «Biografía». iTunes (em inglês) 
  41. «The Mrs. Mottola Nobody Knows». Time (em inglês). p. 1. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  42. «Thalía y sus cambios de look a través de los años». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  43. «Star evolution Thalía the ultimate latin diva». Terra.com (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  44. «La evolución del estilo de Thalía». Quien.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  45. «Thalía, precursora de Lady Gaga». XHEXA-FM. Consultado em 2 de agosto de 2017 [ligação inativa]
  46. «Thalía, precursora de Lady Gaga». Milenio.com. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 26 de julho de 2013 
  47. «La transformación de Thalía». Telemundo. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 24 de abril de 2012 
  48. «Thalía es ídolo de la comunidad gay». Terra.com.mx 
  49. «A Thalía le falta ´voltaje´ en vivo». Orizabaenred.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  50. «Thalía hizo vibrar a Guadalajara». Terra.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  51. «Thalía Vs. Paulina Rubio». El Siglo de Torreón. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  52. «Thalía y yo nos queremos mucho.- Paulina». Elsiglodetorreon. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  53. EMI. «Thalia - Regresa A Mi». VEVO. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  54. EMI. «Thalia - Entre El Mar Y Una Estrella». VEVO. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  55. EMI. «Thalia - Arrasando». VEVO. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  56. a b «Thalía celebra su cumpleaños y la recordamos con videos de sus canciones y telenovelas». Elcivico.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 [ligação inativa] |2=http://www.elcivico.com/notas/2011/8/26/thalia-celebra-cumpleanos-recordamos-videos-canciones-telenovelas-70056.asp[ligação inativa] |bot=InternetArchiveBot }}
  57. EMI. «Thalia - Reencarnacion». VEVO. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  58. a b «Simon Brand - IMDb». Internet Movie Database (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  59. a b «Emilio Estefan Jr. - IMDb». Internet Movie Database (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  60. «Thalía: Arrasando con su estilo». About.com. Consultado em 27 de julho de 2018. Arquivado do original em 15 de janeiro de 2013 
  61. «Papilla estelar - Remedios Varo». Enfemenino.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  62. «Recibirá el MAM, en comodato, obra de Varo de la coleccion Isabel Gruen». Universidad Nacional Autónoma de México 
  63. «Thalía: La revolución permanente». Elsalvador.com. Consultado em 27 de julho de 2018. Arquivado do original em 29 de agosto de 2005 
  64. a b «Thalía reencarna para jugar con sus siete vidas». corp.primerahora.com. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 6 de março de 2016 
  65. a b «The Mrs. Mottola Nobody Knows». Time (em inglês). p. 2 
  66. «Thalía vuelve "Arrasando" junto a figuras como Blades». Panamaamerica.com.pa [ligação inativa]
  67. a b c d e «Thalía - Arrasando | Billboard Singles». Allmusic (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  68. «Thalía: Llegando... y 'arrasando'». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  69. «POP MUSIC REVIEWS | Thalia, the diva next door». Los Angeles Times (em inglês) 
  70. «Thalía tiene cintura de avispa porque no tiene costillas». Univision. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  71. «Thalía revivió el mito de sus costillas». Peru.com. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  72. «Thalía habla de la costilla que se 'sacó' (Fotos y video)». AOL. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  73. «Thalía: Estoy tan cansada que me duelen hasta las costillas que me saqué». Rpp.com.pe 
  74. «Thalia: el mito sobre sus costillas no la deja en paz». Telesho.infobae.com 
  75. «Thalía 40 años, 40 canciones». Univision. p. 32 
  76. «Thalía, Biography, Discography, Chart History». top40-charts.com (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  77. «Хит-парад песен Аргентины». Allcharts.ru (em ruso). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  78. «Famosos que deben su éxito a las novelas y luego las dejaron». Terra.com.co. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  79. «La sensación en el Medio Oriente». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  80. «Thalía - Reencarnación». Top40-charts.com (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  81. «Arrasando [Bonus Tracks]». Allmusic (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  82. «Arrasando Albums Reviewa». Billboard (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  83. a b c «Rising Star Thalía Aims To Widen Fan Base With EMI-Latin Set». Billboard (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  84. a b «Thalía: Arrasando». Amazon.com (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  85. «LA OTRA CARA DE LAS GRANDES ARTISTAS MEXICANAS». La Prensa de San Diego.org. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  86. «Thalía busca la liberación». Houston Chronicle. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  87. «Thalía la reina que va en declive». El Siglo de Torreón 
  88. «Thalía | Biografías de Artistas, Videos de Música, Noticias, Fotos | MTVLA». MTV Latinoamérica. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  89. «UMVD Dominates Latin Market Share». Billboard (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  90. «Archívum - Slágerlisták - MAHASZ:Thalía». Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége (em húngaro). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  91. «Thalía Charts & Awards - Billboard Albums». Allmusic (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  92. a b «Thalia - US Charts (AllMusic)». Consultado em 24 de julho de 2014 
  93. «Arrasando - Thalía». Billboard (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  94. «THE Billboard Latin 50». Billboard (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  95. «Suchergebnisse in der Schweizer Hitparade:Thalía». hitparade.ch (em alemão). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  96. Cordelia Candelaria,Peter J. (2004). «Encyclopedia of Latino Popular Culture, Volumen 1». Greenwood Publishing Group (em inglês): 835 
  97. «Thalía en "Reencarnación"». Elsiglodedurango.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  98. «A Thalía no le interesa Hollywood». Elsalvador.com. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 26 de maio de 2005 
  99. a b c d e Thalía Arrasando Promo EMI Music (Billboard Magazine). [S.l.]: Books Google: Billboard Magazine. 14 de julho de 2001. Consultado em 2 de novembro de 2012 
  100. «Los Grandes Éxitos de Thalía con Banda». Terra.com.mx. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  101. «Perfiles Thalía». Quien.com. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2012 
  102. «25 mexicanos mas influyentes en la música ›». Oyemexico. Consultado em 2 de agosto de 2017. Arquivado do original em 8 de dezembro de 2012 
  103. «Arrasando [Bonus Tracks] by Thalía». Yahoo! (em inglês) 
  104. «Arrasando [Extra tracks]». Amazon.com (em inglês) 
  105. «Son By Four nominado a "Lo Nuestro a la Música latina"». Critica.com.pa. Consultado em 22 de junho de 2014 [ligação inativa]
  106. «Thalía vive un cuento de hadas». Consultado em 22 de junho de 2014. Arquivado do original em 10 de dezembro de 2008 
  107. «THE BILLBOARD STAR AWARD:Thalía». Nielsen Business Media. Billboard (julio). Consultado em 22 de junho de 2014 
  108. «Thalia - Billboard 2001 (Star Billboard Award)». YouTube. Consultado em 22 de junho de 2014 
  109. «Thalia - Billboard (Star Billboard Award)». YouTube. Consultado em 22 de junho de 2014 
  110. «Album 'Arrasando' over 1.5 million units sold». Nielsen Business Media. Billboard (agosto). Consultado em 22 de junho de 2014 
  111. «Los nominados». BBC Mundo. Consultado em 22 de junho de 2014 
  112. a b «Making the theme session | The creative team» (PDF). Music-software-reviews| Adobe Audition (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2014 
  113. «2001 Latin Grammy Awards Canceled.». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2014 
  114. «2001 Latin Grammy Awards Canceled». MTV (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2014 
  115. «Thalía Sodi:: Glosario:: Famosos::». Tvnotas. Consultado em 22 de junho de 2014 
  116. «GANADORES...Y NOMIMADOS/ GENERAL». Terra.es (em Tvnotas) 
  117. «Thalía To Receive "Star" Honor At Latin Awards». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2014 
  118. «Billboard Music Video Award Nominees». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2014 
  119. «Nominees Set For 'Premio Lo Nuestro' Awards». Billboard (em inglês). Consultado em 22 de junho de 2014 
  120. a b c «HISTORIA DE PREMIO LO NUESTRO». Univision. Consultado em 22 de junho de 2014 
  121. «Señora de las 4 décadas». Elmundodecordoba. Consultado em 22 de junho de 2014 
  122. «Thalia Chart History (Latin Pop Albums)». www.billboard.com. Consultado em 24 de julho de 2014 
  123. «Thalia Chart History (Top Latin Albums)». www.billboard.com. Consultado em 24 de julho de 2014 
  124. «Promusicae Top 100 Albums Chart». PROMUSICAE. Consultado em 24 de julho de 2014 
  125. «Greek Charts (Από 17/07/2000 έως 23/07/2000)». MAD TV (Greece). Consultado em 24 de julho de 2014 
  126. «Álbum de DVD superior 40 és válogatáslemez-lista - 2000. 38. hét». MAHASZ. Consultado em 24 de julho de 2014 
  127. «Thalia – Arrasando – HitParade.Ch». Schweizer Hitparade. Consultado em 24 de julho de 2014 
  128. «CAPIF Charts – Accreditations – 1997 Albums» (em espanhol). www.capif.org.ar. Consultado em 29 de julho de 2018. Arquivado do original em 6 de julho de 2011 
  129. a b «Thalía regresa a México». El Siglo de Torreón 
  130. «Certificações (Estados Unidos) (álbum) – Thalia – Arrasando» (em inglês). Recording Industry Association of America  Se necessário, clique em Advanced, depois clique em Format, e seleccione Album, e clique em SEARCH.
  131. «Philippines Certification». www.pinoymusic.nfo.ph. Consultado em 29 de julho de 2018. Arquivado do original em 8 de outubro de 2011 
  132. «Certificações (México) (álbum) – Thalia – Arrasando» (em espanhol). Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas 
  133. «Thalía: tres bodas en una!». El Universal. Consultado em 2 de novembro de 2012. Cópia arquivada em 21 de fevereiro de 2020 
  134. «Priemos – 2000» (em espanhol). Cámara Uruguaya del Disco 
  135. «Arrasando - Thalía | Credits». Allmusic (em inglês) 
  136. «Arrasando by Thalía on MSN Music». MSN (em inglês) 
  137. «Thalia – Arrasando at Discogs». Discogs (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2014 
  138. «THALIA - ARRASANDO». Hitparade.ch (em alemão). Consultado em 24 de julho de 2014 
  139. «Arrasando (Latin)». Amazon.com (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2014 
  140. «Thalia – It's My Party at Discogs». Discogs (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2014 
  141. «Thalia: Arrasando [Import]». Amazon.com (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2014 
  142. «Arrasando: Thalía». Amazon.com.uk (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2014 
  143. «Arrasando [CASSETTE] [Import]». Amazon.com.uk (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2014 
  144. «Thalia Arrasando (CD, Album) at Discogs». Discogs (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]