Discussão:Povo dos Estados Unidos – Wikipédia, a enciclopédia livre

Discussão:Povo dos Estados Unidos

Discussões ativas

Tópico sem títuloEditar

Fgsfds,nada a ver,esse site que é tido como "referência" nem é confiável,foi editado pro qualquer um sem autoridade… o comentário precedente não foi assinado por 201.86.150.171 (discussão • contrib.) JSSX uai 15h13min de 19 de Julho de 2008 (UTC)

Há muito referem-se aos nativos dos Estados Unidos da América como Americanos.Editar

Não que eles não sejam americanos, todos nós nascidos nas Américas também o somos - desde a Argentina até o Canadá; mas simplesmente aceitamos que eles são - autodenominados - americanos e nós, no máximo, sul-americanos. Somos sim, sul-americanos, mas também: Americanos e Brasileiros. Assim como eles são: Norte-americanos (como os canadenses e mexicanos), Americanos (como todos nascidos nas Américas) e Estadunidenses (como somos Brasileiros no Brasil e Mexicanos no México ).o comentário precedente não foi assinado por Syang22 (discussão • contrib.) --OS2Warp msg 19h20min de 8 de Julho de 2008 (UTC)

Seguindo esse raciocinio, os Mexicanos tambem são "Estadunienses". Isto porque o nome oficial do México é Estados Unidos Mexicanos. Ou então pomos desta forma: como nos Estados Unidos Mexicanos são Mexicanos, nos Estados Unidos da America são Americanos.o comentário precedente não foi assinado por Mruireis (discussão • contrib.) JSSX uai 15h13min de 19 de Julho de 2008 (UTC)

  • No começo, eu achava melhor mover isso ao Wikicionário, mas devido a "bagunça", creio que a página deva ser mantida, pois todos conhecem o nativo ou algo do México por mexicano, portanto estadunidense, estado-unidense e ianque é o correto para o nativo ou algo dos Estados Unidos da América, pois americano e norte-americano referem-se claramente a outras nações, sem falar que não encontrei uma referência que comprove que estadunidense ou estado-unidense também referem-se ao nativo ou algo do México, portanto creio que o artigo deve ser mantido. OffsBlink (discussão) 19h44min de 19 de Julho de 2008 (UTC)
  • Eu acredito ser equivocada a nomenclatura estadunidenses. Estados Unidos não é o nome do país mas a forma de organização do Estado. Bem como nos Estados Unidos Mexicanos ou Estados Unidos do Brasil (nome oficial do Brasil até 1967). O nome do país é América. Como em República Federativa do Brasil temos República Federativa como forma de organização do Estado e Brasil como nome do país. E nós não nos chamamos de republicofederativenses. O gentílico adequado é americanos, dado que o nome do país é América. 189.120.161.237 (discussão)

Estados Unidos do México: o nome do país é México. Estados Unidos da América: o nome do país é América. O próprio nome é auto-explicativo, estados unidos do país chamado América. Qual é a dificuldade? Republica Federativa do BRASIL - brasileiro; Estados Unidos do MÉXICO - mexicano; Estados Unidos da AMÉRICA - americano. Sim, América é o nome do continente, mas é também o nome do país. Assim como Rio de Janeiro é o nome de uma cidade e de um estado. o comentário precedente não foi assinado por 189.83.27.76 (discussão • contrib.) 21h51min de 19 de Outubro de 2008

ProteçãoEditar

Solicito a retirada da proteção. Eu estava no meio de uma edição, justamente colocando fontes que oferecem uma visão mais imparcial do assunto, e no momento que ia salvar notei a mensagem de proteção. Qual o problema de resolvermos a questão de conteúdo adicionando mais e melhor informação sobre o assunto? Gerbilo :< 20h59min de 19 de Julho de 2008 (UTC)

Nenhuma gerbilo… e não foi isso que protegi o artigo… eu protegi por causa da guerra de edições entre o MachoCarioca D​ C​ E​ F e o JSSX D​ C​ E​ F pela tag {{movedic}} que um inseria e o outro retirava… Béria Lima Msg 21h06min de 19 de Julho de 2008 (UTC)

Realmente!Editar

Eu discordo da proteção desse artigo e iria sugerir que ele fosse fundido a Estados Unidos, numa seção extra prestando esclarecimentos ao nome 'americano' vs. 'estadunidense'. O termo em si de fato deve ir ao wikcionário, enquanto o esclarecimento sobre o nome deveria residir na wikipédia.

Almightyon (discussão) 00h21min de 20 de Julho de 2008 (UTC)
Edit: agora que notei a razão da proteção, vejo o porquê da proteção; mas ainda assim o impasse deveria ser resolvido num acordo (votação?) o melhor, para mim, já expus acima: mover o artigo para o wikcionário e criar uma seção de esclarecimento em Estados Unidos.
Almightyon (discussão) 00h26min de 20 de Julho de 2008 (UTC)
  •   Concordo com a proteção, se está ocorrendo uma votação para definir o futuro da página é o resultado que sair dela é que deve definir o que vai ser feito e não posições individuais. Fabiano msg 01h07min de 20 de Julho de 2008 (UTC)
Nesse caso todas as pgs em votação deveriam ser protegidas, é isso? Gerbilo :< 01h18min de 20 de Julho de 2008 (UTC)
  • A questão é simples se a comunidade está definindo através de uma votação o que vai se fazer com o artigo, não cabe a um usuário individualmente propor fusão, mover para o Wikcionário ou qualquer outra opinião. E guerra de edições é motivo sim para proteção. Fabiano msg 01h25min de 20 de Julho de 2008 (UTC)
A princípio, um verbete em votação não precisa ser protegido. O problema aqui é realmente a guerra de edições. --Tonyjeff ¿Uíqui-o-quê? 02h09min de 20 de Julho de 2008 (UTC)
  • Vou discordar do Fabiano, cabe sim a qualquer editor colocar tgs em artigos, de acordo com sua visão, estejam eles indo ou não indo a votação. Inclusive, editores que os colocam para eliminação, colocam estas tags que apenas representam seu ponto de vista nos artigos, como visto aqui, apenas um exemplo, colocado pela Nice [1]. É direito dela, não vi ninguem ir ali tirar. Os editores que analisem se concordam ou não, em votação. É importante também que, antes de darem suas opiniões, leiam isso aqui, Aviso aos navegantes sobre a atitude da adm Beria neste artigo, n pagina de votação, que mostra como essa 'guerra de ediçoes' foi escandalosamente finalizada até o momento, e confiram o historico. Está ficando escandaloso a atitude dessa adm , aultima que podia ter feito qualquer coisa ali. O problema não é assim simplorio, como querem fazer parecer, intervir numa guerra de edições, mas quem e como, ok? Trata-se de uma adm que acha que isso aqui é uma 'confraria de miguxos'. Pra cima de mim nao, sejam mais imparciais e técnicos. Façam estas afirmações para todos ou pra ninguém. Sds MachoCarioca oi 04h15min de 20 de Julho de 2008 (UTC)
  • Macho está comparando coisas diferentes, uma coisa é colocar uma {{suspeito}} e {{apagar}} outra é colocar uma {{movedic}} em meio a uma votação que está definindo segundo a opinião da comunidade o que se vai fazer com o artigo. Por hora a votação está com um voto para apagar, 15 para manter e 11 para mover. A menos que eu muito me engane essa será prorrogada por mais uma semana, pois até agora o resultado é inconclusivo. Para conseguir que sua posição de mover seja a vencedora vai precisar de mais 19 votos, se ninguém mais votar pela manutenção. E guerra de edições se resolve de duas formas, ou se proteje a página ou então se bloqueia os envolvidos. Fico muito confortado que a Beria tenha feito a opção pela primeira. Cumprimentos. Fabiano msg 05h09min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Vc considera que 'proposta para mover para wikidicionario' é menos valido que 'suspeito'???? Ora, eu mesmo poderia ter colocado o artigo para eliminar e colocado a tarja, pois nao? Mudaria o que? MachoCarioca oi 05h28min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Essa achei engraçada, poderia me dizer seu ponto? Porque não entendi "uma coisa é colocar suspeito' e 'outra mover para wiki'. As duas coisas continuarão ali durante a votação toda. MachoCarioca oi 05h35min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Mais uma coisinha, sua conta aí não bateu lé com cré, a página foi colocada para apagar e não para manter, não se coloca pagina para 'manter'. Ela será mantida se tiver mais voto que mover pra wiki, não 19 votos a mais, senão será movida. Ela só seria apagada se tivesse 2/3 de votos a mais que manter ou mover, bem diferente. Só tem 1. Não o sendo, vence o que tiver mais votos. MachoCarioca oi 05h41min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

No meu entender, mover dentro da wiki é manter, mas se é para o wikcionário, significa apagar aqui. E alguém já foi perguntar se ele será aceito no wikcionário ? Pois eles podem ter votado lá, para movê-lo para wikipédia. Adailton msg 11h54min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Citação: MC escreveu: «a página foi colocada para apagar e não para manter, não se coloca pagina para 'manter'.» Exato, mas nas votações existem as opções apagar, manter e outra que possa ser colocada como a atual. Para que apagar ou mover é necessário 2/3 dos votos para uma dessas opções, caso contrário a votação é inconclusiva e a página fica onde está. Fabiano msg 18h38min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Pode me dar exemplos de votações aqui assim? (nem é mais o caso desta, já que "artigo" virou artigo).MachoCarioca oi 21h37min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

FonteEditar

Por favor, após o desbloqueio incluam a fonte para a lingüista Florence Carboni [2]. Obrigada, --Nice msg 05h03min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Fonte, que, por sinal, não quer dizer rigorosamente nada. MachoCarioca oi 05h30min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

  • Fonte muito interessante, com matéria publicada, no Brasil e na Espanha, sobre o termo. Adailton msg 11h54min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Galeria de fotosEditar

Pessoal, pelamordedeus… a infobox não é para ser uma galeria de imagens. Umas seis fotografias representativas já está de bom tamanho! Est modus in rebus. Dantadd (α—ω) 21h26min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Eu concordo com o Dantadd. Não precisamos de fotos de todos os estadunidenses… peloamor!! Béria Lima Msg 21h31min de 20 de Julho de 2008 (UTC)
Concordo com os dois. Ficou bem engraçado esse monte de fotos na lateral do artigo… :) RafaAzevedo msg 21h36min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Concordo com vocês. A galeria de imagens está poluindo o artigo e mal diagramada. Além disso, pode ser eventualmente constestada a seleção de personagens históricos…--g a f M 21h57min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Seguramente, seria preciso uma melhor seleção. Eu, por exemplo, jamais colocaria o Arnold Schwarzenegger para ilustrar o artigo sobre os americanos… RafaAzevedo msg 22h03min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Concordo e agi, pra fazer alguma coisa. MachoCarioca oi 22h15min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Nem todos sabem mexer com imagens. Uma intervenção minha, por exemplo, teria sido potencialmente desastrosa. RafaAzevedo msg 22h18min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

Mexer com imagens é o forte de um fairusista convicto como eu rs MachoCarioca oi 22h19min de 20 de Julho de 2008 (UTC)

A imagem que está na página foi criada agora (esses dias) ? Porque a notabilidade das pessoas nela parece duvidosa… John Pershing/Chefe Joseph? De qualquer jeito, é uma boa iniciativa, principalmente com a presença de personalidades de vários campos Martin Scorcese (cinema), Martin Luther King e Jonh Rockefeller. A propósito, a wiki em inglês parece ter informações demográficas sobre a população dos EUA com todas as fontes necessárias (que estão faltando neste artigo), eu vou adicionar.

Almightyon (discussão) 02h45min de 21 de Julho de 2008 (UTC)
Não fui o responsável pelas imagens, mas creio que elas refletem bem a diversidade do povo americano (faltando só um judeu, quem sabe?). Também estranhei a princípio, mas, como em tempos de Google não custa nada pesquisar antes de opinar, fui lá ver: Chefe Joseph foi um importante líder indígena americano durante o período da chamada conquista do Oeste, enquanto John Pershing é o único militar a atingir o cargo de General of the Armies ainda em vida. Apesar de pouco conhecidas no mundo lusófono, definitivemente são pessoas de relevância na história americana. RafaAzevedo msg 03h16min de 21 de Julho de 2008 (UTC)


Americano/EstadunidenseEditar

O texto seguinte foi movido de: Wikipedia:Esplanada/geral#Americano/Estadunidense Peço desculpa por estar a ocupar espaço na esplanada e por estar a puxar um assunto do qual se calhar ninguém quer falar.

Acerca do termo estadunidense e do seu uso em detrimento do termo americano na Wikipédia lusófona; usar estadunidense de vez em quando, ainda vá lá, mas forçar o seu uso é pôr em causa a seriedade da Wikipédia. Até porque de acordo com o artigo Estadunidenses o gentílico americano também está correcto, o que é uma grande ironia, porque se há algum termo que necessita de todas as fontes possíveis, é o termo estadunidense. Acho que podia haver respeito, principalmente quando o termo estadunidense não é usado nem conhecido em Portugal, e penso que nos restantes países lusófonos à excepção do Brasil.

A minha sugestão é que se adopte uma postura semelhante aquela em que se respeita a primeira versão em que foi escrito um artigo. Acho que não é pedir muito. Toda esta questão foi inventada do nada. Existe um país chamado América e um continente chamado América. Onde é que está a confusão?

Peço à comunidade que tenha em conta a minha sugestão e crie uma regra sólida em relação a este assunto. Sem mais, bom trabalho para todos --Bluedenim (conversa) 12h36min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

A regra da primeira versão continua em uso. Se você souber de algum exemplo onde ela está sendo despeitada, e americano ou norte-americano estiver sendo mudado para estadunidense, você tem todo o direito de reverter e alertar o editor responsável pela mudança. Não há qualquer tipo de consenso na comunidade a respeito da obrigatoriedade destas alterações e do uso do termo. RafaAzevedo msg 12h39min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Não devia ter nem primeira versão, porque essa denominação é ridicula, por ser totalmente sem uso seja no Brasil ou em Portugal. MachoCarioca oi 13h07min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Bluedenim, quem costuma mudar suas versões de norte-americano para estadunidense? MachoCarioca oi 13h08min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Não, não é ninguém em particular, noto que é no geral, e aproveito para chamar a atenção a outro caso em tudo idêntico; Holandês/Neerlandês. Aqui é a mesma coisa, um termo obscuro em detrimento de um termo comum. Eu vou seguir a regra da primeira versão e reverter qualquer alteração indevida. Espero que quem tem outro ponto de vista compreenda. --Bluedenim (conversa) 13h35min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Aqui é a terra de neerlandeses e estadunidenses rs MachoCarioca oi 13h37min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Talvez seja nobre a intenção, mas não creio que seja saudável também sair revertendo tudo o que foi feito. Para que iniciar novos atritos? Basta que de agora em diante não se faça mais isso, me parece o mais sensato (dado o atual estado de coisas da Wiki…). RafaAzevedo msg 13h44min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Sim, é verdade. Só reverti alguns títulos, não mexi no corpo dos artigos. É que me parece que, principalmente nas ciências humanas, é preciso haver afinidade e identificação com os termos históricos. É por isso que defendo tanto os termos holandês e americano. Neerlandês e estadunidense, são completamente alienígenas. --Bluedenim (conversa) 14h57min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Citação: Bluedenim escreveu: «Acho que podia haver respeito, principalmente quando o termo estadunidense não é usado nem conhecido em Portugal, e penso que nos restantes países lusófonos à excepção do Brasil. » Nem no Brasil. Sinceramente, acho o termo Estadunidense completamente alienígena; a primeira vez que soube da existência deste termo foi aqui. Citação: Bluedenim escreveu: «Neerlandês e estadunidense, são completamente alienígenas.» "Neerlandês" também não é comum em Portugal? Só para finalizar, assim como eu reverto mudanças de PB --> PE ou vice-versa, também reverto mudanças de Americano --> Estadunidense (ou vice-versa). -Ramisses D/C 16h09min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Eu só associei o termo neerlandês a holandês, porque conhecia o termo em inglês - Netherlands. Mas suspeito de que a maioria dos lusófonos que se deparem com essa palavra descontextualizada, não saberão do que se trata sem irem ao dicionário. --Bluedenim (conversa) 16h29min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Acho que o termo estadunidense vem do espanhol. Lá na wiki-es eles usam bastante. Eu também sempre só usei e só ouvi os termos comuns "americano" e "norte-americano". Pra neerlandês então, 1a vez foi aqui na wiki mesmo. O gentilico holandês não é errado, apenas não é o mais correto, mas alguns editores insistem em dizer que é errado. Leonardo Mio (discussão) 16h58min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Meu Deus! Essa discussão de novo? Alguém aí pode explicar o Bluedenim, antes de qualquer coisa, que a Holanda é uma região dos Países Baixos, o que torna neerlandês o termo correto? Grato! JSSX uai 17h02min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

E a arrogância chegou! Leonardo Mio (discussão) 17h04min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

<ironia>E diz para o prefeito de Holambra mudar o nome da cidade para "Neerlambra".</ironia> -Ramisses D/C 17h05min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

A diferença entre "neerlandês" e "estadunidense" é que o último é um neologismo recente, e outro não. Neerlandês está correctíssimo e está desde há muito dicionarizado, é utilizado em fontes oficiais e enciclopédicas. Que eu saiba o problema com o "americano" é que também pode ser utilizado para o continente, mas com o "neerlandês" não existe esse problema: trata-se de um vocábulo correcto (neerlandês) contra um vocábulo que quando aplicado aos Países Baixos, e apesar de muito usado, é incorrecto (holandês). Gameiroestá lá? 17h11min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Como já disse em outras discussões, não cabe a Wikipédia dizer que está certo ou errado, quem tem esta função são as fontes fiáveis. Só para saber, meu velho dicionário diz que tanto faz holandês quanto neerlandês para se referir à Holanda (país). -Ramisses D/C 17h16min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Na Wikipédia não existe o termo facultativo, ou tá certo ou errado. Leonardo Mio (discussão) 17h19min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
E é exatamente por isso que devemos escolher um. Não sei onde está nas políticas da Wikipédia, mas ouvir falar que, quando há mais de uma possibilidade, deve-se usar o mais conhecido, não é isso? Nunca vi o termo neerlandês em lugar algum, a não ser aqui, e o termo estadunidense eu só vi nas publicações da Sociedade Torre de Vigia. Eu acho que tem gente vendo somente o POV geográfico. -Ramisses D/C 17h31min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Holandês também aparece dicionarizado como sendo o gentílico dos naturais de toda a Holanda (país). Não se pode passar por cima disso. O máximo que poderá acontecer aqui na Wikipédia, é uns usarem holandês e outros usarem neerlandês. Promoções de uns termos em detrimento de outros igualmente correctos é que não, isso é flagrantemente contra a natureza da Wikipédia, tanto quanto entendo. --Bluedenim (conversa) 17h45min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Assim como o Bluedenim disse, todo mundo tem a livre opção de escolher um sinônimo. Mas falar que um sinônimo está certo e o outro errado, mesmo sabendo que ambos estão corretos, é (desculpem-me o termo agressivo) hipocrisia. O bom-senso, nestes casos, é considerar a primeira versão ou usar a mais conhecida. -Ramisses D/C 17h54min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Exato! Se alguém digitou um ao outro não cabe a ninguém mudar. E não cabe a ninguém desmerecer uma ou outra e é ignorância dizer que ambas as grafias estão erradas quando todas as três são dicionarizadas .Vide; americano, norte-americano e estadunidense [3]. E MC vc acha estadunidense errado da mesma forma que eu acho errado usar americano e norte-americano para quem ou o que é proveniente dos EUA. Isso é POV de cada um e a Wikipédia não é lugar de POVs. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 18h03min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Gameiro, incrível essa sua capacidade de aparecer justamente em discussões infrutíferas como essa. Aproveitando, "estadunidense" é um termo tão recente mas tão recente que nem mesmo Lima Barreto utilizou em suas crônicas, tal como "Bailes e divertimentos suburbanos".  
Ah, em todas as discussões sobre essa questão, a ampla maioria dos editores aceitou estadunidense como a forma mais apropriada para se referir aos Estados Unidos. E chamar de holandeses os habitantes dos Países Baixos é, no mínimo, risível. Grato. JSSX uai 18h14min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Ampla maioria? Sinceramente não vi isto. Mas… O Mizunoryu tem a plena razão, apesar de eu achar que um artigo bom é a junção de todos os POVs. E, Fred, por que é risível chamar de holandês os naturais da Holanda (país)? É o seu POV ou é um menosprezamento descarado? -Ramisses D/C 18h25min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Não houve qualquer consenso determinando o uso de qualquer um dos termos aqui na Wikipédia. Cada um é livre para utilizar o termo que quiser - norte-americano, americano ou estadunidense, e holandês ou neerlandês.
Aproveitando, lembro que os holandeses/neerlandeses, ao assistirem jogos de futebol de seu país, costumam cantar "Hup Holland Hup". Se eles mesmo não têm qualquer problema em chamar o país de "Holanda", não vejo porque nós teríamos de ter. RafaAzevedo msg 18h29min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Ramisses, é risível pois trata-se de um erro histórico, visto que Holanda é uma região dos Países Baixos. Sugiro que leia Holanda. Agora, se vão discutir de novo, podem discutir. Não vou pegar pipocas dessa vez, pois sei já o final do filme. JSSX uai 18h31min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Sugiro também a leitura de nl.Holland (doorverwijspagina).   JSSX uai 18h33min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

No Houaiss, assim como no Michaelis e Aurélio, holandês e neerlandês são os provenientes do Reino dos Países Baixos ou Holanda, portanto corretas as duas formas. No meu POV eu concordo com o Gameiro, mas não dá para simplesmente desprezar essas fontes e mudar tudo para neerlandês. Acho que devemos prezar pela harmonia de ambas as formas, sem tentar sublevar uma em detrimento da outra. Pedro Spoladore (discussão) 18h37min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Não é o que neerlandeses pensam… JSSX uai 18h39min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Nunca os vi reclamar para os demais países por causa do maior uso do termo holandês para quem nasce nos Países Baixos e não há uma lei que proíba o uso do mesmo e nada que impeça, Fred. Ainda assim eu prefiro o termo neerlandês para quem nasce nos países baixos. Temos todos que respeitarmos a preferência alheia pois a Wikipédia não é de um e nem de outro. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 18h43min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

O próprio Fred chegou na questão. Erro histórico. Isto já não faz parte da ossada da Wikipédia. -Ramisses D/C 18h45min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Ademais, essa não é a Wiki-nl, devemos seguir as regras do uso do português. Há séculos que o uso de holandês para designar os nativos e a língua dos Países Baixos é consagrado no idioma que falamos, não há porque "fingir que nada aconteceu". Claro que o nome do artigo deve estar mesmo em Língua neerlandesa, mas nada impede que o termo holandês seja usado. Seu uso foi extremamente consagrado pelo tempo e pela tradição do idioma português. É como penso. RafaAzevedo msg 18h47min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Eu poderia alegar erro histórico sobre o uso dos termos americanos e norte-americanos para quem nasce no EUA. Visto que a América não se resume aos EUA e a América do Norte é composta do Canadá e México também. A questão é que já é usada e não há regra que impeça o uso dos termos. Se um dia houver a[i sim teremos que rever essa situação. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 18h51min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

O ponto final desta questão é parar de desprezar um sinônimo, tanto faz estadunidenses/americanos ou holandeses/neerlandeses, sendo que todos os termos estão corretos, não ligando para erros históricos ou não. Não vamos usar a Wikipédia para provar um ponto de vista. Abaixo a hipocrisia! -Ramisses D/C 18h58min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Exato, Ramisses! ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 19h00min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

  Concordo com o faraó do Egito aí acima. Pedro Spoladore (discussão) 19h02min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Incorreto, Ramisses. Os próprios neerlandeses abordam o erro, tal como provei no link mais acima. JSSX uai 19h02min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

  Concordo, embora eu prefira, pra que fique bem claro o que se diz, usar estadunidense; e holandês, seguindo as fontes que encontro… A grafia neerlandês tem alguma justificativa? Afinal, os nativos chamam ao seu país de Nederland, não? Se era pra aportuguesar de verdade, o "inventor" desta bela grafia devia ousar e chamar logo de "Baixolândia"… he, he Conhecer ¿Digaê 19h07min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Sempre vi "neerlandês" e não "nerlandês". Mas, se ambas existem, não vejo problema. Desde que não chamem os habitantes dos Países Baixos de holandeses… JSSX uai 19h11min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Quem é a favor de mover o artigo Islândia para Gelolândia levanta a mão! o/ Pedro Spoladore (discussão) 19h13min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Prefiro manter como Islândia (com acento), termo mais correto. Mas é possível que você encontre adeptos aqui nessa discussão.   JSSX uai 19h16min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
it's supposed to be a joke Pedro Spoladore (discussão) 19h20min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Sim, e nós sabemos das discussões terríveis que suas piadinhas geraram e ainda estão gerando na comunidade… JSSX uai 19h27min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
D'oh! :)
Os neerlandeses/holandeses não "abordam o erro" pelo simples motivo de que eles não o definem como um erro, e sim um termo inapropriado (onjuist). RafaAzevedo msg 19h22min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Se considera um "termo inapropriado" como algo "certo", e não um "erro", tudo bem. É seu direito. JSSX uai 19h26min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Não considero certo, porém tampouco é um erro. É, como parece óbvio, apenas inapropriado. E por favor, não altere a cronologia das mensagens nesta página. RafaAzevedo msg 19h29min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

  Argumentum ad hominem detected:

Citação: JSSX escreveu: «Gameiro, incrível essa sua capacidade de aparecer justamente em discussões infrutíferas como essa.»
Citação: JSSX escreveu: «Sim, e nós sabemos das discussões terríveis que suas piadinhas geraram e ainda estão gerando na comunidade…»

Pedro Spoladore (discussão) 19h35min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Na dúvida deixa como tá. Holandês ou neerlandês dá no mesmo. Perderam! O Carrossel capitulou em 74 e 78 (roubado). Uma das grandes decepções da humanidade no futebol. A outra foi a derrota do Bangu em 85 para o Coritiba (roubado, o Marinho não estava impedido!) Aprendi uma coisa importante, na dúvida é resposta é sempre NÃO! É holandês no Brasil e Neerlandês na Lusitânia. Abraços, Junius (discussão) 19h53min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Não foi roubado o título de 85. O Coritiba fez por merecer, Junius, apesar de ter ganho o campeonato com saldo negativo de gols, rs. "Dá-lhe! Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe COOOOXA!" Pedro Spoladore (discussão) 19h55min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Junius, de onde você tirou que neerlandês é mais usado em Portugal? Leia direito a discussão, nenhum português que eu saiba afirmou isso. RafaAzevedo msg 19h58min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Foi roubado sim. O Marinho não estava impedido. O gol foi injustamente anulado. Eu estava lá com a camisa do Vasco. Pode conferir no Youtube. E além do mais, o Ado estava com torcicolo quando chutou o último penâlti para fora. Ele me contou outro dia. Abraços, Junius (discussão) 20h01min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Desculpe-me, Rafazevedo. O neerlandês é usado na Holanda como gentílico de lá, não na Lusitânia. Mas o uso do holandês já está consagrado, embora o correto seja para quem é habitante de uma região dos Países Baixos. Abraços, Junius (discussão) 20h01min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Ado, Ado, Ado… problema dele se tava com torcicolo. Isso é desculpa de perdedor, hehe. Coxa campeão honestamente! Juiz errar ocorre em todo o jogo. Se for pensar assim metado dos títulos do BRão são roubados. Bangu não teve time pra vencer o Coritiba e ponto. Aliás, cadê o Bangu hoje? Sei que em 85 era um timão, graças ao bicheiro Castor de Andrade Pedro Spoladore (discussão) 20h15min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)
Olha só o que vocês tão discutindo… Isso parece um Boteco. E holandês é correto e eu já estive lá e eles não tem ojeriza ao termo que derive de Holland. Pra acabar essa questão vão la na Esplanada da wiki-nl ou na parte holandesa da wiki-nl e perguntem pra eles se está errado. Uma coisa é estar errada, outra é ser o termo mais correto. Leonardo Mio (discussão) 20h22min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Citação: Rafa escreveu: «(…)E por favor, não altere a cronologia das mensagens nesta página.» Meu caro, mas é você que tem feito isso. Não te entendo. O que se passa contigo?

Spoladore, já que não foi nomeado, fico feliz que tenha voltado a ser o que sempre foi.

No mais, acho que a discussão se perdeu. JSSX uai 20h46min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

  Argumentum ad hominem detected:

Citação: JSSX escreveu: «Spoladore, já que não foi nomeado, fico feliz que tenha voltado a ser o que sempre foi.»

Pedro Spoladore (discussão) 20h57min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

O Bangu infelizmente, após a morte de seu patrono, o bicheiro Castor, está na humilde segunda divisão carioca. É líder da fase final e deve voltar no ano que vem. E se a discussão se perdeu, achem-na, já a procurei aqui, e não a encontrei. Estava ocupado escrevendo uns pensamentos para a Béria. Abraços, Junius (discussão) 20h58min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Resumindo a minha posição, sugiro que se aplique a regra do respeito à primeira versão, pois não é aceitável que haja termos institucionalizados na Wikipédia, ainda para mais quando há alternativas igualmente correctas e muito mais utilizadas. Apelo a que o consenso seja nesse sentido, é o que pretendo fazer daqui em diante, tanto no caso holandês/neerlandês quanto no caso americano/estadunidense. É só isso. --Bluedenim (conversa) 22h02min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Já existe um consenso, Blue. Só ler aqui.

A Wikipédia em língua portuguesa, também chamada de Wikipédia lusófona é de todos os falantes do português, seja qual for a variante que utilizam. Consequentemente, mudar da variante "A" para a "B" não é bem-vindo, porque isso significa uma falta de respeito para com os editores anteriores.

ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 22h26min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

  • Durante o meu governo na WP, todos os usuários serão americanos. Leandro LV (discussão) 23h12min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Mizunoryu, não tenho a certeza que isso seja aplicável neste caso dos gentílicos. Se for, tá óptimo, mas se não for, é algo assim que é preciso estabelecer para este caso específico. --Bluedenim (conversa) 23h19min de 15 de Novembro de 2008 (UTC)

Obrigado pelo comentário, Spoladore, que confirmou o que eu disse. Não se trata de variações de língua portuguesa. JSSX uai 00h10min de 16 de Novembro de 2008 (UTC)

Pois eu te digo e afirmo. É aplicável para qualquer coisa. Do contrário estaria especificando. Se vir alguém desfazendo suas edições para o pt-br vc está no direito de desfazer. Se a pessoa persistir vc está no direito de reclamar para algum administrador. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 00h49min de 16 de Novembro de 2008 (UTC)

Com todo respeito, mas você está equivocado. As reversões indevidas pt/br se aplicam apenas a correções indevidas pt/br, tais como "ótimo" para "óptimo", "equipe" por "equipa", etc. Na presente discussão, ambos os termos estão presentes em ambas as variantes, goste ou não.
Aproveitando, depois que vi isso, isso e isso fiquei preocupado. Afinal, trata-se de uma tentativa de desvirtuar minhas colocações, o que me leva a reconsiderar minha participação na presente discussão. Não vou mais concordar com ameaças e, por isso, abandono temporariamente essa discussão. JSSX uai 01h04min de 16 de Novembro de 2008 (UTC)

Isso depende. Se o artigo está escrito em pt-br tanto faz e pode usar a miscelânea holandês e neerlandês ou americano, norte-americano ou estadunidense dependendo do artigo. Se for escrito em pt-pt que só usa uma variação não tem pq manter o neerlandês ou estadunidense. Logo se "corrigirem" isso estarão vadalizando da mesma forma que "corrigindo" óptimo, correcta, actual e outras palavras. Tentativa, Fred? Não é preciso falar nada contra você para você vir com ofensa ou algum tipo de agressão. Mosre aqui aonde alguém lhe faltou com respeito alguma vez nessa discussão. Do mais, é melhor emsmo ques e abstenha pois você nã está trazendo nada de produtivo à essa conversa. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 01h15min de 16 de Novembro de 2008 (UTC)

  • Na minha terra natal, diz-se que esta conversa está "um furdunço", ou "uma zona". Será que não daria pra mover essa conversa para um local mais adequado? Kleiner msg 03h59min de 16 de Novembro de 2008 (UTC)

Vamos lá: Quem nascia nos "Estados Unidos do Brasil" era o que? Brasileiro! E quem nasce nos Estados Unidos da América? Americano! Oras bolas! Aliás, na Wikipédia Anglófona (Tendo em vista que a maioria das pessoas que editam por lá são americanos.) adotam o nome American. Ou seja, estamos contrariando até os ianques! Só faltam trocar o gaúcho por sul-rio-grandense, potiguar por norte-rio-grandense ou capixaba, por espírito-santense. Como diria o Dudu Nobre: Larguem de frescura! Rafael MaxSenta o dedo! 14h18min de 17 de Novembro de 2008 (UTC)

Rafamax, é meio que óbvio pq eles se declaram americanos. Se vc concorda que a América se resume a eles tudo bem é o seu direito. Eu não concordo e mesmo assim não desmereço quem usa o termo americano ou norte-americano para denominar quem nasce nos EUA. E como já foi mostrado acima, os 3 modos são considerados corretos pelos linguistas brasileiros. E respondendo algo que esqueci de responder ao Ramisses, para mim a Wiki é é composta de fatos referenciados e não dos nossos POVs. Ao menos é para ser. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 14h38min de 17 de Novembro de 2008 (UTC)
O preconceito contra os termos americano ou norte-americano embute uma xenofobia típica de povos colonizados. Ora, "estadunidense" também não remete necessariamente aos Estados Unidos, visto que o México se chama Estados Unidos Mexicanos. Os EUA foram o primeiro país a conquistar sua independência, lá em 1776. Os 13 estados iniciais declararam-se "unidos" e, por pertencerem ao continente americano, declararam-se Estados Unidos da América. Falta de imaginação, fazer o quê? Mas o nome do país é América, o mesmo do continente. Toda a imprensa usa "norte-americano" ou "americano" para se referir aos habitantes do país, e ninguém se confunde. Na necessidade de desfazer ambiguidade, pode-se usar "estadunidense", mas soa falso e forçado. E na Wikipedia existe facultativo, sim, quando há várias versões corretas. Não é o caso de "certo" ou "errado", mas de simplificar e "deixar de frescura", como disse o Rafa. Yanguas Seja sucinto. 14h55min de 17 de Novembro de 2008 (UTC)
  • Citação: Mizunoryu escreveu: «Se vc concorda que a América se resume a eles tudo bem é o seu direito. Eu não concordo e mesmo assim não desmereço quem usa o termo americano ou norte-americano para denominar quem nasce nos EUA.» Mizu, a questão não é concordar ou não que os americanos/norte-americanos/estadunidenses se auto-denominem "americanos". A questão é que o uso do termo é consagrado, se tu fosse tentar mudar esse conceito, teira que retirá-lo da cabeça de milhões de pessoas! E não cabe a nós Wikipedistas fazermos revolução através da Wikipedia, devemos apontar fatos e não inventá-los (apesar de a gente ver muito neologismo que só existe na Wikipedia). Como disseram ali, soa tão artificial como renomear o artigo Campeonato Gaúcho de Futebol como sendo "Campeonato Sul-Riograndense de Futebol", por exemplo. Robertogilnei (discussão) 15h58min de 17 de Novembro de 2008 (UTC)

A xenofobia é tão grande que eu curto muita coisa de lá e amo meus parentes que são estadunidenses  . Não é o que os dicionários dizem =). Ainda não vejo o pq deles terem que ser chamados de americanos. Ou a minha escola era ruim pra caramba pq nunca aprendi que os Estados Unidos também se chama América. A imprensa chama eles de americano, norte-americano ou estadunidenses. Não vou colocar aqui novamente o link dos hit do google pq pelo visto é preferível ficar com a opinião formada do que respeitar os pensamentos divergentes. E para mim é mais necessário os usuários deixarem de ser egocêntricos e cabeça dura que preferem impor seu gosto e vontade do que respeitar as diferenças. Não estou querendo mudar, Gilnei.Nem tenho poder para isso. Se eu fizesse parte da ABL eu até levaria o caso aos maiorias. Mas isso não me pertence. Riograndense não consta no Michaelis, não sei nos demais dicionários. Se a palvra de fato existir não vejps censurar o uso. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 16h30min de 17 de Novembro de 2008 (UTC)

O jeito é fazer votação. Vence a maioria. Anne ValladaresUia! 14h17min de 24 de Novembro de 2008 (UTC)
Anne, não é caso de votar. Ambos os termos estão correctos, cada utilizador usa o termo que mais lhe aprouver, o qual não deverá ser alterado em edições posteriores. --Bluedenim (conversa) 17h44min de 24 de Novembro de 2008 (UTC)

Americano, Norte-Americano, Estadunidense ou Yankee?Editar

O texto seguinte foi movido de: Discussão:Estados Unidos da América#Americano, Norte-Americano, Estadunidense ou Yankee?

Não sei se já houve na Wikipédia Portuguesa essa discussão ou semelhante à ela, até porque ingressei este ano nela. A discussão que proponho é a seguinte: já vi artigos aqui na Wikipedia Portuguesa que utilizam como adjetivo pátrio dos EUA como sendo americanos. Outros utilizam estadunidenses e há ainda outros que utilizam norte-americanos. Segundo alguns dicionários, tanto americano como quanto norte-americano são aceitos, porém, como a Wikipedia é uma enciclopédia que preza pela exatidão de dados e de coerência em seus artigos vale ressaltar o seguinte aspecto: geograficamente os EUA ficam na América, porém chamar as pessoas e/ou objetos provindos de lá de americanos é algo meio que inadequado. Sou brasileiro e vivo no Brasil. Se o Brasil fica na América quer dizer que pelo fato de não ser dos EUA não sou americano? Outro fato a ressaltar é o uso de norte-americano. É correto que os EUA ficam na América do Norte, mais e os canadenses e mexicanos não são norte-americanos? Além disso, o globo é fisicamente dividido em hemisférios Norte e Sul pela linha do Equador, sendo assim, a Venezuela, por exemplo, que fica acima da linha do Equador está fisicamente no Norte, logo os venezuelanos não podem de fato serem chamados de norte-americanos? Todo país tem seus próprios adjetivos pátrios e estadunidense é o que mais bem define algo natural do território dos EUA. Sendo assim devemos utilizar americano, norte-americano ou estadunidense?

--JP Watrin 18:09, 6 Jun 2005 (UTC)

É minha opinião pessoal, e até porque assim o uso cotidianamente, que o mais correto é estadunidense. Assim tenho feito em todos os artigos que trabalho. Considero "americano" uma forma de dar razão a "doutrina Moore", entregando para eles a América. Campani discusssão 18:47, 6 Jun 2005 (UTC)
obs. É doutrina Monroe, não Moore…--Adam(talk) 21:21, 9 Junho 2006 (UTC)
Pelo que pude descobrir, usa-se "estadunidense" no Brasil (veja aqui) e "estado-unidense" em Portugal (veja aqui). Mschlindwein msg 22:15, 6 Jun 2005 (UTC)
Coloquialmente, usa-se americano, ou norte-americano sem nenhuma conotação ideológica.
A wikipedia tem a política de respeitar formas diferentes de se expressar. Sair por aí corrigindo "americano" por "estadunidense" não é de bom tom. Como já disseram, todas estas formas (americano, norte-americano, estadunidense, estado-unidense) são corretas para se referir àquele país, sendo aceitas inclusive pelos principais dicionários.
Forçar a adoção de "estadunidense" não se trata de uma questão de precisão ou exatidão, já que (ironicamente) "estadunidense" também é impreciso: como já vimos, pode se referir a um mexicano, ou a um brasileiro dos "Estados Unidos do Brazil".
Assim, minha sugestão é simples e democrática:
Deixemos os usuários colocarem o que quiserem. Não ao patrulhamento ideológico. Sair por aí "corrigindo" (na mão ou via bots) os artigos dos outros nesse ponto seria uma falta de respeito tão deselegante quanto "corrigir" a ortografia para a versão brasileira, ou portuguesa da língua. --Andre v 17:13, 10 Jun 2005 (UTC)
Estados Unidos do Brazil De onde tiraste isto? Campani  discusssão 10:21, 22 Janeiro 2006 (UTC)
Campani, tirei daqui: Bandeira do Brasil.
 
Bandeiras dos Estados Unidos do Brazil (15 a 19 de Novembro de 1889)
"Estados Unidos do Brazil" foi o nome mais duradouro de nossa pátria, que já se chamou (entre outras coisas) "Vera Cruz", e hoje se chama "República Federativa do Brasil". O tal "Estados Unidos do Brazil" (com z, mesmo) durou de 1822 a 1934. Mais informações, clique aqui. --Andre v 18:26, 9 Junho 2006 (UTC)
Que Deus tenha compaixão de ti! Sofre de uma profunda ignorância!
O nome "Estados Unidos do Brazil" foi adotado em 1889, quando do fim da monarquia. Até então, o nome oficial do país era "Império do Brazil".
Eu vou dizer uma coisa, pra mim, o viado que inventou esse nome de "Estados Unidos do Brasil" tinha mais era que tomar muita porrada. Aliás, quem foi, foi o Ruy Barbosa? Ou foi o Beijamim Constant?
No início eu costumava colocar estadunidense nos artigos, mas depois comecei a trocar (nos meus) por norte-americano, pois se aproxima muito mais da linguagem que usamos no dia-a-dia. Além disso, estadunidense consiste numa ofensa ao México também, pois o nome oficial do páis é "Estados Unidos do México". Acho que pelo jeito vão ter de criar um adjetivo américo-estadunidense ou algo do tipo, hehehe… --Henrique@ 17:22, 10 Jun 2005 (UTC)

Lamento, mas permitir que americano seja sinonimo de estadounidense e colonialismo sim.CQMerino 13:44, 2 Agosto 2005 (UTC)

ha, ha, ha… em conjunção com a vergonhosa bandeirinha de 1889, essa mensagem acima prova que o sentimento de brasileiro querendo ser chamado de americano é eterno, tendo durado mais do que o próprio nome dos Estados Unidos do Brazil. Então, deliciem-se com a bandeirinha com estrelas e listras… Só rindo, mesmo.--Andre v 18:32, 9 Junho 2006 (UTC)
Inclua-me fora desta, eu nunca gostei dessas bandeiras zebradas, acho a maior breguice, fica parecendo que não tinham bandeira e improvisaram uma com um pijama usado. Bandeiras bonitas, para mim, são a do Brasil, a da Guyana (que foi chupada da nossa), a da África do Sul…
Não concordo com o américo-estadunidense nem brincando. Ninguém me chamará nunca de "Republicano-Federativo-Brasileiro".
Ainda que não concordem com minha opnião acima, acho que o único termo que não causaria confusão seria ianque, mas não acho o caso.
Eu discordo de quem disse que NÃO deveriamos subistituir americano por estadunidense. Nós, da América, somos todos americanos. Canadá e México também são Norte-Americanos. Discordo com o caso do mexico com relação a estadunidense, mas tb. Só sobra ianque (que não é o caso, repito).
Acho que isso deveria ir a votação. Voto "Estadunidense".
Abraços, --SallesNeto_BR @ 22:56, 21 Janeiro 2006 (UTC)
Concordo com o Salles. Só para complementar a discussão, a expressão "estadunidense" era a mais comum no Brasil até a década de 1950. Então, a partir da ditadura militar, a mídia passou a usar (e abusar) da "bizonha" expressão "americano", na minha opinião politica, geográfica e moralmente incorreta. Campani  discusssão 10:21, 22 Janeiro 2006 (UTC)
É mesmo Campani? Dessa dos anos 1950 não sabia… e realmente, "americano" é um termo "politica, geográfica e moralmente incorreta", e o pior é q ainda faz muitos seres sem cultura desenvolver ainda mais aquele tão combatido(pelo menos por mim) nacionalismo estadunidense de brasileiros (pessoas que saem por aí com camisas dos EUA e falam bem deles e mal de nós), logo eles, que tanto nos dificultam (digo nós, quero dizer todo o mundo) a crecer com subsídios e "proibições"(como a ridícula proibição de vender aviões da Embraer para a Venezuela, ISSO É O CÚMULO!)…
E, Campani, obrigado pelo apoio ;), tbm concordo com o q vc disse no início(sobre o Moore)
Falow, SallesNeto_BR @ 13:38, 22 Janeiro 2006 (UTC)
Eu de novo, olha, o nome desse tópico tah Americano, Norte-Americano ou Estadunidense?, não seria melhor acrecentar o estado-unidense, e, quem sabe o ianque a isso?
Falow, SallesNeto_BR @ 13:39, 22 Janeiro 2006 (UTC)

Eu prefiro o termo estadunidense (ou estado-unidense). Chamar os nossos colegas estadunidenses de americanos ou norte-americanos é incorreto. Quanto a questão da ofensa aos mexicanos, não acretido que proceda. O nome oficial do México é "Estados Unidos Mexicanos" (http://www.presidencia.gob.mx/mexico/), ou seja, os estados são mexicanos assim como o povo do país México. No caso dos EUA o nome oficial é "United States of America" (http://www.cia.gov/cia/publications/factbook/geos/us.html), mas América é o nome do continente. Por isso, acredito que não cabe comparação, já que não faz sentido chamar um mexicano de estadunidense, pois existe um adjetivo muito mais natural. Com certeza, os mexicanos não se sentirão ofendidos, afinal o país deles tem um nome. E finalmente, quanto ao adjetivo ianque, eu acredito que muitos estadunidenses, principalmente do sul, não irão gostar. Abraços, Luís Felipe Braga 18:59, 25 Janeiro 2006 (UTC)

Não querendo abonar o uso, mas em um livro que li (A imprensa e o caos na ortografia, de Marcos de Castro) o autor argumenta que o nome dos EUA é "América", assim como o Brasil já foi um dia "Estados Unidos do Brasil" e o México é "Estados Unidos do México", e essa forma, portanto, não seria errada. Mas, infelizmente, não me recordo qual termo ele recomenda. Devo confessar que estado-unidense me paresse um pouco estranho às vezes, mas isso está mudando (graças à Wikipédia e ao convívio com lusófonos não-brasileiros :) ).
Como todos os termos são usados atualmente, acho que todos devem ser permitidos. A língua é feita pelos que a falam, às vezes errado (e muitas dessas vezes impossíveis de se reverter. Mesmo "Matheus" sendo errado - deve estar na lista de nomes proibidos em Portugal - tenho sempre que dizer que meu nome não tem H, o que acho chato, por ser Mateus a forma correta de se escrever em português).
O que quero dizer é que esse caso não chega a ser errado usar americano (há somente opiniões divergentes quanto ao uso; casos bem piores são o "a nível de", que político adora, e o "massivo, que não existe - talvez um aportuguesamento de massive, maciço em inglês). -- Mateus Hidalgo msg 00:11, 28 Janeiro 2006 (UTC)
P.S. Já que citei o livro, vou fazer propaganda, hehe. Ele apresenta muitos casos em que a imprensa brasileira está um verdadeiro caos, principalmente com a liberdade (ou libertinagem?) nos registros de nascimentos em cartórios Brasil afora. Para quem quer ler sobre casos polêmicos em nosso idioma, eu o recomendo.

Mateus, dizer que o nome "oficioso" do país é América é (na minha opinião, claro) um ultraje. Uma apropriação feita de forma a colocá-los (os estadunidenses) como "donos" do continente americano inteiro. A "República Federativa do Brasil" é Brasil porque não existe nenhum outro Brasil no mundo, portanto não há ambiguidade ou apropriação indevida de um nome. "América" é o nome do nosso continente, e se alguém diz que "América" é o nome do país, há uma apropriação indevida E ambiguidade na frase (o mesmo raciocinio pode ser extrapolado para "americanos nativos", expressão usada pelos estadunidenses para desginar os "índios" - outra expressão inadequada - de lá)

Imagine você se a Alemanha se chamasse "Estados Unidos da Europa". Poderíamos dizer que o nome desse país é Europa? Claro que não. A mesma lógica serve para América. Aliás, como bem colocou um usuário acima, EUA mal é um nome; pois vejam, qualquer unidade federativa (nação) composta por estados independentes (como por exemplo Brasil e EUA)pode ser chamada de "Estados Unidos". E se o Brasil é composto por estados, se estes estão unidos em uma mesma nação, e se estamos no continente América, tecnicamente falando a expressão "Estados Unidos da América" pode se referir ao Brasil.CQMerino 23:47, 8 Fevereiro 2006 (UTC)

CQMerino, veja que eu não disse que o nome dos EUA era América, e sim que eu citei um jornalista que assim dizia. O problema é realmente esse: a coincidência do nome do continente e parte do nome do país. O que eu disse é que ficaria difícil não usar o termo "americano", mesmo ele sendo errado, já que é largamente usado. Note que o fato de estar errado não evita o seu uso. Eles incorreram em erro ao tomar o nome do continente, agora o que podemos fazer? O melhor termo acho que seria ianque, o único que não é ambiguo. Mas, IMHO, não podemos proibir um termo que já está aceito e dicionarizado. Aceita-se todos os termos e pronto, pois não temos poder para dizer se está certo ou não.-- Mateus Hidalgo msg 00:54, 9 Fevereiro 2006 (UTC)
Como brasileiro, não vejo problema algum em chamar os ianques de americanos, ou norte-americanos, até porque o nome "Brasil" (que beira de 1503) é mais velho que América (que creio ser de 1510). Eu sei que os hispano-americanos se denominam americanos, mas eu nunca vi um brasileiro que assim se chamasse. E com relação ao nome dos Estados Unidos, a confusão é bem razoável, eis que segundo o Michael Moore, os EUA são o único país do mundo sem nome. A brincadeira dele é que "Estados Unidos da América" não é um nome, mas, uma descrição geográfica. Opino pela indistinção do termo. --Guilherme Lups 14:14, 13 Março 2006 (UTC)
Quero adicionar meus pensamentos sobre o assunto. Parece que tem muito debate no assunto. Na língua inglêsa, não há outro adjetivo sobre os estados unidos além de "American." Usamos Canadian, Mexican, etc para os outros pais que ficam no continente. Isso não é urgulho nacional porque pessoas em outros pais anglofones (certo?) refiram para nós como Americans. O termo North-American (norteamericano) refire para o continente total. Não existe um ajetivo igual "estadosunidense" em inglês. No respeito do ajetivo ianque (Yankee) em inglês, esse é um pouco ofensivo. Essa palavra tem outro significado em inglês (uma pessoa do nordeste do país, Novo Inglaterra)--Adam  (talk) 21:15, 13 Março 2006 (UTC)


Cabe também lembrar o seguinte: por muito tempo, quiseram chamar o continente "América" de "Colômbia", já que quem a descobriu foi Colombo (e não Américo). Desse fato saem duas questões:
1- será que não foi o continente americano quem usurpou o nome dos EUA?
2- será que os colombianos (do país Colombia) seriam usurpadores, caso o nome do continente "Colômbia" vingasse?
As perguntas são propositalmente absurdas. A "moral da história" é a seguinte: nomeação de países e continentes é um processo arbitrário. Se PEGAR, PEGOU. Se não pegar, não pegou. E pronto. Vejam como exemplo o "Congo Belga", que passou a ser "Zaire", e agora volta a ser "Congo"… o processo de nomeação é arbitrário, gente. E a aceitação do nome também é arbitrária: se pegar, pegou.
Muita gente continuou a chamar o "Zaire" de "Congo", até que as autoridades engoliram seu orgulho, e voltaram ao nome antigo. A vontade do povo é soberana. O exemplo Colômbia x América para o nosso continente é outro exemplo. Mais um: "Europa", que sequer é um continente (geograficamente falando), ou "América Latina" (idem). Agora, vai dizer que não existem… Em se tratando de linguagem, o povo é soberano, turma. Liberdade, já: wikipedia, a enciclopédia livre. E abaixo quem vier dizer que pregar "liberdade" é coisa de "norte-colombiês-estadounidense". :-) --Andre v 18:59, 9 Junho 2006 (UTC)

Claro que e soberano, mas e errado. Nos, brasileiros, nao somos americanos? Usar americano e norte-americano e muito impreciso. Ha muitos paises na America. Automaticamente, americano pode ser nativo do Brasil, Cuba, Panama… E norte-americano idem. Nao e esse negocio de pegar pegou. Entao eu poderia me denominar japones? O gentilico do pais sempre se deriva no "principal nome" do pais. Brasil, brasileiro. Japao, japones. Nova Zelandia, zeolandes. Guiana Francesa, frances?? Nao! Estados Unidos da America, americano? Nao! ESTADUNIDENSE, ou ESTADO-UNIDENSE. Vinicius Schmidt o comentário precedente não foi assinado por 200.103.38.110 (discussão • contrib.) 16:20, 14 Julho 2006 (UTC)


Que engraçado, vocês parecem bêbados discutindo. Tanto as nomenclaturas "americanos" quanto "América Latina" são obviamente expressões para firmar a hegemonia estado-unidense. Simplesmente aceitar é ser ignorante, no sentido literal da palavra, e permitir a persuasão cultural pretendida. Não acho de maneira alguma que "americano" esteja correto, mas mesmo que estivesse, deveríamos evitar seu uso simplesmente pelo perigo das intenções camufladas, quer existam ou não. Se quiserem se expressar assim no seu dia-a-dia, façam isso. Agora, aqui, na Wikipédia, prezamos ética e imparcialidade. Todos podem se expressar, a menos que ofenda outra pessoa. Não vou no artigo religião e colocar bem grande "EU NÃO ACREDITO EM DEUS" bem grande, porque quero me expressar. A etiqueta é obrigatória! --Zark Khullah 03:07, 26 Abril 2007 (UTC)

O termo correto é AMERICANO pois o país é a América, assim como existe a cidade América, o clube América e tantas outras coisas. Da mesma forma como existe a lua Europa, o continente Europa, a cidade Europa. Será que pelo fato de existir uma árvore o Brasil não deva mudar de nome então? É tanto radicalismo de esquerda que não sei se essa enciclopédia ainda tem algo de sério.

Concordo, com a afirmação acima que o correto é AMERICANO mesmo, mas enquanto vcs ficam nessa discussão inutil e ideologia ( a famosa esquerda de butique), alguem lembrou-se de ver o que estava acontecendo com o pais? Claro que é mais facil ficar discutido sexo de anjo vcs por acaso que algum americano (nascido nos EUA) vai estar dando importancia para o monte de baboseira que vcs estão escrevendo. Se algum de vcs estivesse estuda um minimo de historia universal deveriam se lembrar que quando se formou o pais (EUA) não existia outro no continente ou seja eles usaram um nome que na época não tinha intercorrencia nenhuma para o seu uso, e vcs querem hoje tentar mudar isso. So mais uma coisa A doutrina Monroe foi responsavel pelos processos de independencia dos outros paises de america ( não foi o unico mas colaborou para isso).

Caetano dizia que é um país sem nome. Michael Moore fez o mesmo alguns anos depois. Mas, se observarmos a cultura dos colonos que proclamaram a independência no séc. XVIII, a idéia era que todas as colônias que eles conheciam se tornassem independentes da metrópole inglesa, e reunirem-se em uma federação. Poderiam ter se chamado república federativa, que de fato são (mais que o Brasil), mas preferiram estados unidos. Nesta época, não havia mentalidade imperialista nenhuma, apenas pegaram o nome atribuído às colônias existentes e nomearam o país. Na cabeça deles, América era o continente, e eles queriam a independência de todas as colônias. O poderio político-econômico veio depois, quando muitos outros países já eram independêntes.
Por este motivo, o nome popular do país, assim como o nome do continente, é América. Isso não parece muito absurdo, visto que temos São Paulo como cidade e como Estado, assim como Rio de Janeiro. No entanto, pela preocupação existente há muito, já existe no português o fluminense e o carioca, o paulista e o paulistano (e até o são-paulino). No entanto, ainda não existe um termo que diferencie o habitante do país América e do continente América.
Friso que não é uma questão de imperialismo. Muito pelo contrário: ninguém trata o Brasil pelo nome completo, ou a grande maioria dos países (exceção de Emirado Árabes Unidos, caso que realmente um país não tem nome, por exemplo). Chamar a América de Estados Unidos da Amárica é um sinal maior que de respeito, mas de submissão, assim como chamar uma autoridade pelo seu título. Nunca imaginei chamar um alemão de repúblico-federativo ou um uruguaio de repúblico-oriental. Assim como estado-unidense ou estadunidense se refere apenas a uma divisão política adotada, e não a um país.
Vou ainda mais longe. Como disse acima, chamar pelo nome completo é sinal de submissão. Chamar popularmente de EUA ou Estados Unidos é como deixar de chamar o vizinho pelo nome e passar a tratá-lo por meritíssimo ou doutor. Isso, sim, é sinal de colonialismo.
Portanto, deixo minha opinião: o país é América (mesmo nome do continente), e o gentílico americano. Este adjetivo é usado com muito mais freqüencia em referência ao país que ao ao continente, que por sua vez é subdividido em três. Teríamos então: sul-americanos, centro-americanos, norte-americanos (gentílico referente apenas ao continente, não ao país), e, no caso de uso para todos os três continentes, pan-americano.--I Highway 14h57min de 26 de Julho de 2007 (UTC)

América? Os Estados Unidos da América não têm o direito de usar o nome América para se auto-intitularem? Por quê? A resposta que eu queria ler com certeza não será escrita aqui. Na realidade os latino-americanos, (posso incluir a parte francesa "latina" do Canadá? Claro que não né? eles são assim ó, com os EUA), voltando aos latinos, eles morrem de inveja e ódio pelos EUA, é comum isso na região latino-americana, é o bestial e senil-arcaico-idiotismo patriotismo-nacionalismo dos caudilhos latinos, Brasil no meio.João Gilberto

É ridiculo o uso do termo "estadunidense" na wikipedia em portugues. Em toda a "grande midia" brasileira usa-se o gentilico "americano". Eu NUNCA ouvi falar de estadunidense nos grandes jornais e emissoras de TV. "Estadunidense" (ou seja lá o que for) não deve existir nem em dicionário. Concordo com o colega João Gilberto. É por isso que ninguem leva a wikipédia a sério… 143.107.183.130 (discussão) 20h21min de 16 de Janeiro de 2008 (UTC)

A comunidade decidiu um número enorme de padronizações. Favor respeitar democraticamente a decisão tomada. Lembrar que o mesmo acontece com Holanda que é uma região dos Países Baixos. Além deste exemplos existem dezenas de outros casos. Muitos de grande complexidade. Nós fazemos as nossas regras. Conheça a complexidade desta enciclopédia e entenderá o por que de muitas decisões polêmicas. Abraços.--OS2Warp msg 20h28min de 16 de Janeiro de 2008 (UTC)

Considero absurdo o tal "estadunidense". O nome do país é América. Não há nada de mais nisso. Assim como existe a República da África do Sul e o pessoal que nasce lá é sul-africano. E não republicano. A prevalecer o raciocínio (obviamente esquerdista e que denota enorme complexo de inferioridade), do estadunidense, também deveríamos lutar contra o imperialismo da África do Sul sobre seus irmão igualmente sul-africanos da Namíbia, Botswana e Zimbabue que também estão no sul da África. Que discussão boba. Nenhuma pessoa minimamente esclarecida se confunde quando em uma leitura ou conversa ocorre o uso da palavra "americano". Não importa se nos referimos a alguém oriundo do Brasil, Argentina ou Nicarágua, ou a alguém ou algo originário dos EUA, ou a um (sofrido) torcedor do Ameriquinha. Helio Pavan o comentário precedente não foi assinado por 189.18.27.8 (discussão • contrib.) JSSX uai 10h55min de 19 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Da mesma forma que os habitantes da África do Sul, Namíbia, Botswana e Zimbábue, não são chamados de "africanos" (dentro deste contexto) ou "republicanos", os habitantes dos Estados Unidos não devem ser chamados de "americanos".
"Americano" se refere a quem nasce nas Américas, ou seja, América do Sul, América Central e América do Norte. "Norte-americano" é um termo ainda mais incorreto, visto que se refere apenas à América do Norte. "Estadunidense" é o termo correto. A Wikipédia não deve seguir erros. Isso sim seria um absurdo. Seria tão absurdo como chamar os habitantes dos Países Baixos de "holandeses", disseminando um erro histórico. JSSX uai 10h55min de 19 de Fevereiro de 2008 (UTC)
Esta discussão está se tornado recorrente, repetitiva e sem fim. Ramisses (discussão) 15h51min de 19 de Fevereiro de 2008 (UTC)
  Concordo. É realmente desgastante ter que explicar essas decisões da comunidade sempre. JSSX uai 15h58min de 19 de Fevereiro de 2008 (UTC)
Discordo, de forma alguma "estadunidense" é o termo correto, e é tão ambíguo como "americano". Assim como americano pode designar tanto os que vivem no continente América ou nos Estados Unidos da América, estadunidense também pode com os cidadãos dos Estados Unidos do México quanto os dos Estados Unidos da América, fora os outros Estados Unidos por aí existentes. O nome oficial do país é Estados Unidos da América, o mais correto é chamar ou de estadunidense ou americano, ambos são igualmente corretos e igualmente ambíguos, e não há solução pra isso, excetuando uma mudança no nome oficial do país, que creio não estar ao nosso alcance. --Andrelvis (discussão) 02h50min de 1 de Março de 2008 (UTC)
Os cidadãos do México chamam-se "mexicanos". "Americano" é quem nasce nas Américas, ou seja, o continente. A Wikipédia segue o que é o mais correto e isso já foi definido pela comunidade. JSSX uai 16h39min de 3 de Março de 2008 (UTC)
O nome do país é "América" e "Estados Unidos" é o regime de governo. Eu sou brasileiro e não "republicofederativense". O termo "estadunidense" nunca foi natural para os brasileiros, nem para os portugueses. Na WP francesa, na francesa!, usa-se américain (e existe o états-unien, inclusive era o gentílico que estava no livro de francês com que estudei). Em espanhol, contudo, é natural usar estadunidense, ao contrário do português. Existe, é correto, mas tem uma carga ideológica que o "americano" não tem. (Aliás, norte-americano sim é incorreto, porque o país se chama América, e não América do Norte). Quanto ao ianque, além da carga pejorativa que recebe, só se refere aos nativos do litoral norte da east coast, é um termo que nasce da guerra de Secessão para se referir aos nortistas. --201.82.35.180 (discussão) 02h56min de 20 de Outubro de 2008 (UTC)
Antes que alguém venha me falar que é um ultraje (como disseram) que o nome do país seja "América", 1) vá estudar a história dos Estados Unidos; 2) reclame da cidade de São Paulo que comete o ultraje de ter o nome do estado. E não inventem moda, ameriquense é quem torce pro América. Acontece de ser a mesma palavra pra quem nasce no continente ou no país. O contexto deixará claro. Querer usar estadunidense e não americano é patrulha ideológica na WP --201.82.35.180 (discussão) 03h03min de 20 de Outubro de 2008 (UTC)

No livro "O Grande Jogo" do eminente geógrafo e historiador Demétrio Magnoli, explica o porquê da insistência de esquerdistas e neocomunistas querem mudar o nome. Transcrevo as palavras do historiador:

Capítulo 5 - A esquerda que fuzila: "..Eles eram americanos, foram rebaixados a norte-americanos e hoje não passam de estadunidenses. Os arautos do antiamericanismo querem extirpar a América do nome dos Estados Unidos, reuzindo-os `a descrição anódina do seu sistema federal. A privação do nome próprio equivale a uma eliminação simbólica do inimigo e funciona como prelúdio ideológico do extermínio prático, que permanece como ideal. América, ao contrário do que pensam os anti-americanos, é o nome legítimo dos Estados Unidos. A Revolução Americana instaurou a primeira república contemporânea e antecipou a Revolução Francesa. O princípio da igualdade política dos cidadãos, realizado na América, constrastava com o Antigo Regime, vigente na Europa na dinastias. A revolução bolivariana veio mais tarde, e tomou como seu modelo a república norte-americana. Os "Pais fundadores" enxergavam os Estados Unidos como portadores da missão de difundir a liberdade, esse conceito ainda contém as sementes cruzadistas que animam a política externa americana, mas não deixa de refletir a grande ruptura com o mundo dos privilégios de sangue que inaugurou a nossa era. De certo modo somos todos americanos."

Utilizar o termo estadunidense não condiz com a norma de imparcialidade da wikipedia.

Uma simples pesquisa no google mostra qual termo é o correto e o que deve ser usado na wikipedia para que a wikipedia se mantenha como fonte imparcial de informações: "estadunidenses" aproximadamente 414.000 paginas "americanos" aproximadamente 12.400.000 paginas

A questão é simples estadonidenses = demostra ideologia politica americanos = imparcial

PS: Se alguem for la editar denovo, por favor pelo menos leia o texto, retirar americanos e colocar estadunidenses no lugar não funciona. Caso contrario teremos belezas semanticas como "estados estadunidenses" em todo lugar no texto.

Americanos = aqueles que nasceram na América. Qual América, central, do norte ou do sul?

Como não está definido então assume-se que em qualquer região das américas. Isto retira o titulo de americanos dos próprios "nascidos no país localizado entre o méxico e o canadá" de forma incontestavel e evidente.

Se Estados Unidos se refere a um sistema governamental e não a um país, como já foi mencionado, então podemos concluir que se torna quase impossivel a denominação tanto do país como do gentil, sendo portanto a melhor definição para sua população a de yankee ou estado-unidense mais por falta de alternativa do que por algum tipo de neoesquerdismo ou neocomunismo como citado por Magnoli. Lembrando que a norma de imparcialidade deve seguir uma logica fixa e não algum principio estranho de maioria (ver qual denominação aparece mais no google) e muito menos uma opinião alheia.

o comentário precedente não foi assinado por 201.52.1.150 (discussão • contrib.) Rjclaudio msg 12h34min de 2 de Dezembro de 2008 (UTC)

Como já disse anteriormente, esta discussão está se tornando recorrente e sem fim. De uma vez por todas, a Wikipédia não toma o lado de qualquer ideologia, apenas registra fatos. Se talvez for um erro histórico, isso já não é mais a ossada da Wikipédia. -Ramisses D/C 13h55min de 2 de Dezembro de 2008 (UTC)

Nos meus textos, raramente uso estadounidense, estado-unidense, americano ou norte-americano. Então, uso ianque, para não haver confusão.

Raafael             17h41min de 25 de Dezembro de 2008 (UTC)
Sou totalmente contra o uso de ianque, já que é um termo pejorativo e, como tal, não deve ser usado numa enciclopédia (muito menos uma que se diz neutra). Além do mais o termo nem serve para evitar "confusão", muito pelo contrário, já que o termo nunca é usado nos Estados Unidos para descrever alguém do sul daquele país, por exemplo. RafaAzevedo msg 19h22min de 25 de Dezembro de 2008 (UTC)

O texto acima foi movido de: Discussão:Estados Unidos da América#ericano, Norte-Americano, Estadunidense ou Yankee?

Movido de Michael PhelpsEditar

O texto seguinte foi movido de: Michael Phelps#Gentílico e ideologia

Ao me reportar ao gentílico relativo aos Estados Unidos da América, faço-o sempre por estadunidense. Há sérias razões para isso.

Conquanto sejam de uso comum — muito mais comum que o desejável — os termos norte-americano e até americano para esse fim, quer por motivos históricos quer por outros quaisquer, não padece dúvida sobre a absoluta impropriedade e inconveniência de tal uso. Vejamos.

Antes de mais, de passagem, seja digno de nota registrar que:

  1. América do Norte é subcontinente que compreende o Canadá, os Estados Unidos e o México. Inclui também a Groenlândia, o departamento francês de ultramar de Saint-Pierre e Miquelon e a colônia britânica de Bermudas.
  2. América é a segunda maior massa continental isolada da Terra. Compreende três grandes territórios: América do Norte, América Central e América do Sul. (Fonte: Enciclopédia Microsoft® Encarta® 2001©).

Concordemente, o gentílico "norte-americano" refere-se a qualquer dos países ou entes políticos secundários citados, soberanos ou não. Nessa linha, o gentílico "americano" refere-se a qualquer um dos dos países ou entes políticos secundários citados, soberanos ou não.

Essa insistente pugna em favor do uso de "estadunidense como gentílico de Estados Unidos da América" e, concordemente, contra o uso de "americano ou mesmo norte-americano como gentílicos de Estados Unidos da América" tem vigorosa motivação ideológica. Com efeito, conquanto possa ser vista como apenas preciosismo linguístico, muito para além de puro preciosismo, seja logo de reconhecimento o fato patente seguinte: além de impróprio e incorreto sob o aspecto semiológico, o uso de ou norte-americano (inadequado!) ou americano (mais inadequado ainda!) reforça uma ideologia de dominação, de hegemonia a priori, daquela nação sobre o restante do mundo. Isso — estou absolutamente convicto — não é saudável que se consinta, menos ainda que se pratique. "Cada macaco no seu galho!"

Consideremos juntos isto (e é a sugestão que apresento à comunidade desta Wikipédia):

  1. A Wikipédia lusófona pode continuar a referir, em nível de desambiguação — até porque historicamente existentes — os usos de norte-americano ou até de americano como relativos a[o] ente Estados Unidos da América; mas…
  2. A Wikipédia lusófona deve incentivar, portanto, preferir o uso de estadunidense, ou estado-unidense, ou ianque para tal fim gentílico. Em minha opinião, a forma preferível, por conexão léxico-linguística mais imediata (e já pelo fato de não conter qualquer conotação eventualmente pejorativa, como é o caso de "ianque"…), deve prevalecer o uso de estadunidense. Querem um exemplo de entidade séria e rigorosa em suas publicações all over the World (como dizem os afeiçoados) — sim, uma entidade que, em cultura lusófona, faz uso de apenas "estadunidense" para referir-se aos Estados Unidos da América? Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados (a Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, em sua sede mundial, nos Estados Unidos…) é uma entidade religiosa de presença em quase todo o planeta, com vastíssima cobertura cultural-linguística, para divulgação de suas publicações. Pois bem, essa entidade, ao editar as suas publicações em língua portuguesa, usa sempre o termo estadunidense para referir-se aos Estados Unidos da América. Esse é um bom — melhor: ótimo! — exemplo, que deveria ser seguido por todos os que são de cultura lusófona. Semelhantemente, a Wikipédia pode — sem qualquer parcialidade — promover tal incentivo à correção, conquanto faça constar, pelas anotadas razões históricas e outras ainda vigentes, em nível de desambiguação, aqueloutros termos.

EgídioCamposDiz! 15h23min de 14 de Agosto de 2008 (UTC)

O texto acima foi movido de: Michael Phelps#Gentílico e ideologia

Acima de tudo, devemos primar pela qualidade da informação! Informar errado é pior que não informar. Passarei a usar estadunidense sempre que necessário. Coriakin msg 12h46min de 26 de Dezembro de 2008 (UTC)
suas razões são pontos de vista. Sugiro a adoção do termo mais acessível 'americano' Thms10 (discussão) 20h22min de 21 de julho de 2009 (UTC)

AMERICANO é o termo correto, pois alude aos nacionais do único país do mundo que se chama "América", que são os Estados Unidos da América ou United States of America. A nacionalidade se define em torno do nome do país e não do continente.

Essa história de dizer que o emprego do termo "americano" é coisa de imperialismo não tem o menor fundamento. Isso é pensamento de estudante universitário rico e revoltado não se sabe com o que quer. Daqueles que são da esquerda, usam camiseta vermelha e adoram o comunismo. Mas, na prática, usam o cartão do crédito do papai para comprar aquele tênis importado caríssimo, além de ir de carro do ano para a faculdade. Imperialismo não existe. Você não precisa ter poder ou dinheiro para dominar um cachorro. Basta oferecer um pedaço de pão velho com margarina. O bichinho fica feliz da vida abanando o rabo.

Movido de Wikipedia:Esplanada/geralEditar

O texto seguinte foi movido de: Wikipedia:Esplanada/geral O Macho Carioca diz que Summer Glau é norte-americana e não estadunidense. É isso mesmo? Login (discussão) 08h40min de 1 de Janeiro de 2009 (UTC)

Já faz um tempo que não leio o Livro de Estilo, mudou? Login (discussão) 08h42min de 1 de Janeiro de 2009 (UTC)

Eu estou a par sobre a situação e até discuti com ele tb. O caso é que ele reverteu as nacionalidades para a primeira versão na que elas foram editas. As que eram "americano" e "norte-americanos" foram mudadas para "estadunidense" sem aviso prévio e se os editores concordam ou nação. Então ele pôs na 1ª versão, os que desde a primeira versão era "estadunidense" continuou sendo "estadunidense". Os editores principais dos artigos nos quais gostaram da mudança de um para outro e não gostaram da reversão dele pode e deve contatá-lo a respeito disso. Não tem pq trazer o caso para cá ou outro lugar, isso é o tipo de coisa que uma conversa pacífica resolve. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 22h05min de 1 de Janeiro de 2009 (UTC)

Jo Lorib, 'unilateral' como assim? Há uma regra não escrita tácita entre os editores desta Wiki, que dada a diferença de terminologia aqui usada de americanos e o tal 'estadunidenses', que não é usado nem no Brasil nem em Portugal, mas 'consta no dicionario', deve ficar sempre na primeira terminologia de nacionalidade usada. Caso contrario, haveria aqui uma guerra diaria de gente mudando de um e para outro.

O que estou fazendo é simplesmente reverter o que foi mudado para estadunidense aleatoriamente, olhando o historico dos artigos, desde a primeira edição. Antes de dizer tal bobagem, cheque o que fala. Sds MachoCarioca oi 23h20min de 1 de Janeiro de 2009 (UTC)

PS O livro de estilo não tem nada com isso, nem obriga nenhuma das duas expressões, obviamente.

  • A única bobagem que eu disse foi …melhor concentrar a discussão lá. Você é ótimo em fazer amigos. Fui.-- Jo Lorib →500k 23h54min de 1 de Janeiro de 2009 (UTC)
Retificando a sugestão do Jo Lorib, tendo em vista que WP:PA não é local para debates editoriais, a discussão desse tema, que já tem mais de 90 kb, está em Discussão:Estadunidenses (para onde já foram movidas duas discussões iniciadas na Esplanada a respeito do tema). Maurício msg 00h39min de 2 de Janeiro de 2009 (UTC)

Estou tentando dizer ao MC que a grafia original está errada, quem nasce no México ou no Canadá também é norte-americano, mas ele insiste em vandalizar Summer Glau. No Livro de Estilo se diz que é estadunidense quem nasce no EUA, ponto final. Login (discussão) 06h42min de 2 de Janeiro de 2009 (UTC)

O Livro de Estilo não tem o direito de dizer isso, porque isso não existe aqui nem no mundo lusofono, deve ter sido colocado lá unilateralmente por alguém. MachoCarioca oi 22h46min de 2 de Janeiro de 2009 (UTC)

PS Não Jo, o que vc disse é que era uma decisão unilateral minha, é só ler. Sds

Parem de vandalizar os artigos, quem nasce na América do Norte é norte-americano, quem nasce nos EUA é estadunidense. Login (discussão) 10h27min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Grafia de nacionalidadesEditar

O texto seguinte foi movido de: Wikipedia:Esplanada/geral

Insisto na discussão: quem nasce no Canadá não é norte-americano? Deve uma grafia original errada ser mantida? Login (discussão) 10h38min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Isso tudo é mais uma disputazinha de poder na WP. Login (discussão) 11h30min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
Vocês transformaram a WP em um oceano de intrigas. Login (discussão) 11h50min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
Login, seja você novato ou não, a sua conduta já é abusiva. Você insiste em discutir o mesmo assunto em WP:PA, onde já abriu pelo menos 2 tópicos, aqui na Esplanada, onde depois de 2 vezes movido para o local correto você continua insistindo em postar, além de também já ter colocado observações onde se concentraram todos os debates, Discussão:Estadunidenses. E também participou de guerra de edições em Summer Glau. Lembre-se: Wikipedia:Não abuse da Wikipédia para provar um ponto de vista. Você pode até estar com a razão, mas está abusando da forma como insiste que todos recoloquem argumentos que já estão na devida discussão. Rogo que pense no coletivo, na estabilidade das edições e ajude a evitar qualquer "oceano de intrigas". Maurício msg 13h14min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
  Concordo com o Maurício. Basta uma única página para discutir o mesmo assunto. Bisbis msg 13h41min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

O texto acima foi movido de: Wikipedia:Esplanada/geral

Movi o texto acima da Esplanada para cá porque é melhor concentrar as discussões apenas em uma página. Bisbis msg 10h54min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
movi o restante do topico. Béria Lima Msg 17h05min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Uma fonte credível: de acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora:

norte-americano
adjetivo
1. de ou relativo à América do Norte
2. de ou relativo aos naturais de qualquer dos países que constituem a América do Norte (Canadá, Estados Unidos e México)
3. de ou relativo aos Estados Unidos da América ou aos seus naturais
nome masculino
1. natural de qualquer dos países da América do Norte
2. natural dos Estados Unidos da América
(De norte+americano)
estado-unidense [4]
adjetivo uniforme
relativo aos Estados Unidos da América do Norte
(De Estados Unidos, top. +-ense)
americano
adjetivo
1. relativo à América
2. relativo aos Estados Unidos da América
nome masculino
1. natural da América
2. cidadão dos Estados Unidos da América
3. carro que se desloca sobre carris de ferro, movido por tração animal ou elétrica
(De América, top. +-ano) Carlos msg 23h16min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Grafia de nacionalidades (2)Editar

O texto seguinte foi movido de: Wikipedia:Esplanada/propostas#Grafia de nacionalidades

O Macho Carioca quer que se escreva norte-americano nos artigos de quem nasceu nos Estados Unidos, em vez de estadunidense. Abro votação para que se decida se é isso mesmo e, caso for, que se mude o Livro de Estilo. Sem votação, eu continuarei dando MC como vândalo. Pra mim só vale o que está escrito, sempre fui coerente com isso. Login (discussão) 12h47min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

O MachoCarioca não quer nada, apenas que a nacionalidade original sempre permaneça, seja norte-americano ou estadunidense, como é de acordo tácito na Wikipedia. O resto é conversa fiada no editor acima, que pretende mudar isso e colocar sua opinião a qualquer custo. O Livro de Estilo não trata disso, nem poderia, sem consenso ou votação. Sds MachoCarioca oi 12h50min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

A grafia original está errada, logo a regra não se aplica e o MC só quer fazer politicagem com mais essa besteira do rol da WP. Que se vote e mude ou não o LE. Login (discussão) 12h53min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

(conflito de edição)

Quem está dizendo que está errado é você, Leandro LV - digo, Login. "Americano" e "norte-americano" são formas corretas e correntes para se referir aos nativos daquele país, tanto no Brasil quanto em Portugal, e o Livro de Estilo naa tem a ver com isso. Esta votação é totalmente inválida, não tem o menor cabimento. Respeite a primeira versão! RafaAzevedo msg 12h54min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
Só respeito o Livro de Estilo, não as suas disputas de poder. Votem ou fica tudo como está no livro. Login (discussão) 12h55min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
"Fica tudo como está"? Quem você acha que é, rapazola? RafaAzevedo msg 12h56min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
E quem é você para sobrepor sua vontade ao Livro de Estilo? Login (discussão) 13h01min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Eu não li isso em lugar nenhum do Livro de Estilo. Se ali foi colocado, foi unilateralmente por alguém, pois isso nem foi votado nem consensado aqui, portanto, não é uma politica da comunidade nem decidida por ela, sendo invalida. O mantido aqui é que a grafia original deve permanecer, e o bloqueio nesta versão abre um precedente gravissimo, pois me dá o direito de mudar também, todoi estadunidense original que eu ler, por norte-americano. Aguardo o bom senso do Mauricio, em não se colocar, mesmo que inadivertidamente, contra um politica sacramentada da Wikipedia. MachoCarioca oi 13h09min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Nada muda o fato de canadenses também são norte-americanos, mas não é mais fácil votarem? Login (discussão) 13h12min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Vc é cego e nao quer ler o que se escreve?? É perda de tempo continuar a discussão… MachoCarioca oi 13h13min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

De novo! Vejam Discussão:Estadunidenses, que já tem mais de 90 kb de conversa fiada sobre o exatíssimo tema. Login, poderia citar o trecho do livro de estilo no qual você se baseia? -Ramisses DC 14h47min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
caindo de para-quedas: Deixe-me ver se entendi: O Login está trocando norte-americano por estadunidense nos artigos por considerar a primeira forma incorreta? e está a citar o livro de estilo para defender tal ponto? Ok. Eu preciso só de duas coisas para concordar contigo Login:
1. Opinião escrita no VOLP, em dicionários e gramaticas de que norte-americano não é o gentílico dos nascidos nos estados unidos da américa;
2. A prova que o livro de estilo te autoriza a fazer guerra de edições em desrespeito à versão do primeiro criador da página (é sempre bom lembrar-se da política sobre o assunto).
Se me deres essas duas provas eu apoio o teu disparate a tua ideia.
Béria Lima Msg 17h00min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Respondo com uma pergunta: a palavra norte-americano define uma nacionalidade? Login (discussão) 17h14min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

E eu não estou trocando, é o MC que vem fazendo isso. Login (discussão) 17h14min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Por que não se aproveita esta página para votar e resolver de uma vez por todas a peleia? Login (discussão) 17h16min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Ainda a esperar as provas que pedi. Béria Lima Msg 17h39min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
Já foram dadas, a palavra norte-americano não define uma nacionalidade e a WP precisa de termos precisos. Desfazendo mal-entendido: é o MC que está barbarizando um monte de artigos com essa história de estadunidense. Login (discussão) 17h52min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Fala isso para os dicionários e para os formados na lingua portuguesa. E antes de mais nada eu prefiro o uso de estadunidense sim, mas a Wikipedia não é nem minha e nem sua para se utilizar de nossos POVs somente. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 17h55min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

a palavra norte-americano não define uma nacionalidade - por favor quero links de dicionarios e gramaticas que comprovem isto. Teu POV é justamente isso: teu POV. Não podes obrigar que todos tenham o mesmo que vc. Mas se os linguistas concordarem contigo aí a coisa muda de figura… tens provas que eles concordam contigo?? Béria Lima Msg 18h03min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Vamos recapitular:

  1. MC entra em um artigo e diz que americano é o correto;
  2. eu desfaço a edição porque o termo estadunidense é o consagrado;
  3. ele rebate que mudou porque é a primeira grafia usada no artigo;
  4. eu digo que a grafia está errada e portanto a regra não vale;
  5. ele teima porque isso pra ele é uma disputa de poder na WP;
  6. eu demonstro que um canadense também é um norte-americano;
  7. Béria me pede um dicionário;
  8. eu argumento que o dicionário usa termos populares e a WP necessita de definições exatas;
  9. norte-americano não é uma definição exata;
  10. MC deve parar de barbarizar nos artigos.

Se isso tudo não basta, proceda-se à votação. Por que será que há tanta resistência em votar e decidir de vez a disputa? Login (discussão) 18h04min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Béria, Michel é norte-americano, em que país ele nasceu? Canadá ou EUA? Login (discussão) 18h05min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Estados Unidos da América. Gentilico do Canadá é canadense (pt-BR) ou canadiano (pt-PT). Mas parece que vc não entendeu: vamos de novo que hoje eu to com paciência: :Mostre-nos que alguma gramatica/dicionário ou o Volp corrobora a tua possição e acaba a briga. Se não mostrares vou comecar a tratar-te como um usuário dispurtivo. Att, Béria Lima Msg 18h10min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
Login, votação é algo que "estressa" a Wiki e não é a melhor forma de resolver isso… Já foi mostrado que nínguém quer votação, que aqui não é o lugar para discutir isso novamente, que os dois são aceitos na pt.wiki há muito tempo e que o livro de estilo não ratifica sua opinião… Isso é abuso da wikipédia para provar um ponto de vistaKleiner msg 18h11min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Para começo de tudo, Login. O MC não esta mudando estdunidense para americano e sim trazendo a primeira versão de volta por questão de ética. Esse tipo de mudança deve-se primeiro ser ter opiniao dos editores principais de cada artigo para ver se eels concordam. Como vc pode ver aqui cada um tem seu próprio POV. Pode ter certeza que se ele mudar uma rtigo que eu criei e usei estadunidense e el mudar para americano ou norte-americano ou vou rodar a baina e ele fará o mesmo se eu o fizer numa rtigo que ele criou. A questão aqui é ética. Nosso idioma é rico e há várias palvras para nos referir a uma coisa só. Ainda mais aqui no Brasil onde temos mistura de várias povos e línguas. Vc acha que no artigo sobre gelinho, eu mudasse para dindin e um carioca ara geladinho fosse certo? Aqui no Brasil há até diferenças regionais de nomes. E o termo estadunidense não é consagrado por ninguém! E nem é o mais usado em nosso país e em portugal então os portugueses desconhecem. Mexicano tb é norte-americano e quem nasce em qualquer parte da América é americano e pq na nossa gramática e dicionário isos é correto? Simplesmente pq é o mais usado e não adianta nem linguistas quererm extinguir algo que eles não conseguirão, tampouco alguém que não tem formação alguma no assunto. Se quiser vc pode ler a minha discussão com o MC em nossas páginas sobre o assunto. Mas não queira impr seu POV, pq a Wikipedia é livre e não sua e se vc ainda não percebeu ninguém quer fazer votação sobre isso, pq é fútil e mesmo que fizesse pode ter certeza que vc perderia. Só ver aqui o tanto de gente que discorda de vc. ℳizunoryu 大熊猫❤小熊猫 (discussão) 18h26min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Senhores, quem está tentando provar um ponto de vista é o MC, eu estou apenas defendendo um artigo de uma alteração errada.

  1. Sou centro-americano, em que país eu nasci? Honduras ou Cuba?
  2. Sou sul-americano, em que país eu nasci? Brasil ou Colômbia?
  3. Sou norte-americano, em que país eu nasci? México ou EUA?
  4. Sou americano, em que país eu nasci? Brasil ou EUA?

Qual desses termos define nacionalidade? Login (discussão) 18h29min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

  • A WP precisa ou não de definições exatas? Login (discussão) 18h30min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Curioso, ninguém me pergunta se eu concordo com uma edição, mesmo que eu seja o editor principal.Login (discussão) 18h33min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Login: Dá uma lida no artigo gentílico e depois conversamos.
Como aviso: Se continuar com esse comportamento vc vai acabar por ser bloqueado (de novo). Béria Lima Msg 18h38min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
Béria, sou asiático, em que país eu nasci? Login (discussão) 18h43min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Precisas de um professor de portugues mesmo! Asiatico é gentilico de um continente não de um país, Leandro. Sério… vai procurar um professor.. se quiser eu indico alguns com quem trabalho, vai te ajudar! Só um comentário que me despertou a curiosidade: Citação: Login escreveu: «Curioso, ninguém me pergunta se eu concordo com uma edição, mesmo que eu seja o editor principal.» Fiquei curiosa com isso e fui ver o artigo. O legal é que quem expandiu o artigo (e mudou de americano para estadunidense) foi "O Sombra", que é sock declarado do Leandro LV. Isso é confissão de culpa Login? Posso bloquear como sock ou vc quer a formalidade de um CheckUser? Béria Lima Msg 18h50min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Foi justamente o que eu disse, é adjetivo de continente, não de país. Não ocorre o mesmo para norte-americano? Acredite, você não sabe a metade do que eu sei em Língua Portuguesa. Login (discussão) 19h42min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Sabe tanto que escreve "Língua Portuguesa". Leandro, és hilário. RafaAzevedo msg 19h48min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
Ainda não me acostumei com o AO. Pior é começar com terceira pessoa e mudar pra segunda. Geralmente quem não sabe português só consegue fazer críticas de ortografia, as formas equivocadas de construção frasal passam despercebidas. Login (discussão) 19h58min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
Se não mudei de pessoa dentro da mesma oração, não há qualquer problema. Obviamente isto só é ilustrativo de seu desespero, tentar inventar um erro onde não existe erro algum. RafaAzevedo msg 20h18min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Sim… mas com AO ou sem AO, sock é sock. Posso bloquear-te ou queres esperar o pedido de verificação?? Béria Lima Msg 20h12min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Engraçado, sempre que se veem sem saída, eles apelam para a ameaça. TSC TSC. Login (discussão) 20h14min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Só para constar… não existe o continente "Norte-Americano", e sim o continente "Americano". Mas eu ainda quero ver a possição dos especialistas da língua… podes mostrar-me e provar tua superioridade contra nós pobres mortais? E não é ameaça… foi uma confissão. Feita por você! Béria Lima Msg 20h15min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

Sabemos que a questão é polêmica e volta e meia retornará, seja com usuários novatos ou antigos. Vendo o local onde a discussão editorial foi concentrada, para mim vejo ainda um racha muito grande na comunidade. Mas todos concordam que há fontes para as três grafias (americano/norte-americano/estadunidense), sem entrarmos no mérito de qual fonte é "melhor" (e a Wikipédia segue o princípio da verificabilidade, não o purismo técnico). Notei que para muitos é claro que houve algum acordo de se manter a opção do autor do artigo, mas eu não achei isso claro em lugar algum. Então, já que isso não foi feito naquela página, proponho uma consulta informal aqui, pois vejo que com exceção do Login, quem participou aqui tentou conciliar, sem impor no grito uma forma com o mesmo argumento usado mil vezes. Sabendo, portanto, que há fontes e há uma clara divisão na comunidade, sugiro que deixemos aqui expressamente o entendimento de que, em relação a essa polêmica, vale a escolha do primeiro editor do artigo, procedendo-se a reversões/proteções de forma análoga aos casos referentes a diferenças ortográficas entre os países. Maurício msg 21h04min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
  Concordo. Entendo as três grafias como válidas conforme verificado em fontes fiáveis, e entendo que vale a escolha do primeiro editor do artigo. Editor br (discussão) 17h05min de 4 de Janeiro de 2009 (UTC)

De acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora:

norte-americano
adjetivo
1. de ou relativo à América do Norte
2. de ou relativo aos naturais de qualquer dos países que constituem a América do Norte (Canadá, Estados Unidos e México)
3. de ou relativo aos Estados Unidos da América ou aos seus naturais
nome masculino
1. natural de qualquer dos países da América do Norte
2. natural dos Estados Unidos da América
(De norte+americano)
estado-unidense [5]
adjetivo uniforme
relativo aos Estados Unidos da América do Norte
(De Estados Unidos, top. +-ense) Carlos msg 22h23min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)
americano
adjetivo
1. relativo à América
2. relativo aos Estados Unidos da América
nome masculino
1. natural da América
2. cidadão dos Estados Unidos da América
3. carro que se desloca sobre carris de ferro, movido por tração animal ou elétrica
(De América, top. +-ano) Carlos msg 22h26min de 3 de Janeiro de 2009 (UTC)

O Rafa é uma figura, ele comete erros primários e depois inventa uma desculpa esfarrapada. Voltando ao assunto, o caso é que a WP erra ao identificar uma pessoa como norte-americana porque isso não define uma nacionalidade e uma enciclopédia deve ser precisa. Com ou sem regra de preservação da grafia original, isso só vale quando a grafia está correta. No meu caso, o que houve foi que eu defendi vigorosamente um artigo contra a barbarização que o MC vem fazendo sistematicamente, num intuito de ganhar poder na comunidade.

Eu não quero poder, cso contrário puxaria o saco de todos e logo seria administrador. Mas defender um artigo é comigo mesmo, particularmente quando o interlocutor faz as coisas sem respaldo em regras escritas, que pra mim são a única coisa que vale. Só não posso entender por que não se faz uma votação e se resolve logo o problema, vinculando casos futuros. Aqui se faz votação pra tudo, por que o receio agora? Daqui a um mês estoura nova discussão e ainda não se resolveu nada. Login (discussão) 07h57min de 4 de Janeiro de 2009 (UTC)

Se me permite a piada: ¿Por qué no te callas?--Maañón o quê? 09h30min de 4 de Janeiro de 2009 (UTC)
Por que não votas? Login (discussão) 10h30min de 4 de Janeiro de 2009 (UTC)
"Figura" é a… Bom, deixo a discussão com as palavras do digníssimo rei da Espanha, brilhantemente citadas pelo Maañón: Por qué no te callas? Vai procurar o que fazer, assombração, tanto artigo pra se melhorar, daqui a pouco você é bloqueado de novo e passou todo o tempo aqui enchendo o saco de todos na Esplanada. RafaAzevedo msg 11h24min de 4 de Janeiro de 2009 (UTC)
Que ofensa vil e rasteira. Login (discussão) 11h41min de 4 de Janeiro de 2009 (UTC)
Feliz ano novo pra você também, Leandro. RafaAzevedo msg 11h59min de 4 de Janeiro de 2009 (UTC)


O texto acima foi movido de: Wikipedia:Esplanada/propostas#Grafia de nacionalidades

De novo essa discussão?Editar

Só pra re-lembrar aos esquecidos este verbete (que era apenas um redirect) foi criado como proposta de solução (que acabou aceita) pra ser colocado nos verbetes e que acabava com as dispustas interminaveis! Era só escrever {{estadunidense}} no lugar da nacionalidade (norte-americano/americano/estadunidense/ianque/etc) pra constar todas as grafias aceitas e uma ligação pro verbete que esplica que existem grafias diferentes, que tem quem defende (com fontes pra cada uma) e as justificativas pros usos! Sem privilegiar nenhuma nem dizendo que uma é a certa nem outra já que isso não é consenso!

Mas se quiserem podem continuar com a discussão (mas acho que ela não vai terminar tão cedo)

Sds Tumnus msg 13h39min de 5 de Janeiro de 2009 (UTC)

Eu até gostei de ler esta discussão, mas lamento como alguns utilizadores não sabem ter honestidade intelectual. A discussão é produtiva se for honesta, e considero que a discussão deve ser continuada. Apesar disso,a solução referida por Tumnus é mesmo a melhor, porque é imparcial e justa. Devia ser fomentado o seu uso.85.242.146.242 (discussão) 13h26min de 5 de março de 2009 (UTC)
O mais sensato e imparcial é deixar que cada editor use o termo de sua preferência, pois pelos vistos, estão todos correctos. Se tornarem isto claro algures, será de grande ajuda para evitar discussões. A meu ver essa predefinição não tem utilidade nenhuma, é prolixa e continua a patrocinar o termo estadunidense (que ainda por cima tem várias grafias diferentes). --Bluedenim (conversa) 14h21min de 5 de Janeiro de 2009 (UTC)
Bluedenim é justamente pra acabar com essa coisa de um dia muda pra isso depois praquilo e assim vai. E o verbete pra deixar isso claro era esse aqui mas mudaram ele pra falar do povo. Outra solução não tem porque sempre vai aparecer alguém pra mudar porque acha que o termo tá errado (e tem casos em que tá errado mesmo). Tumnus msg 15h38min de 5 de Janeiro de 2009 (UTC)

Termo, por sinal, que apesar de correto pelo dicionario, não é usado nem em Portugal nem no Brasil. E os que o defendem, sabem disso, chega a ser ridicula a coisa. Mas a questão aqui nem é essa. É que andam mudando as nacionalidades originais colocadas por seus autores. Estou revertendo todas. Sds MachoCarioca oi 14h28min de 5 de Janeiro de 2009 (UTC)

Tumnus, a solução menos parcial e que revela mais boa vontade é a de respeitar a primeira versão em que um artigo for escrito, tal como acontece com as variantes ortográficas. E revelará também quem está de boa fé e quem está a tentar impor algum dos termos. Penso que isso está patente nesta solução. Uma atitude produtiva seria sim, discutir onde se deve colocar a nota (de respeitar a primeira versão). --Bluedenim (conversa) 16h46min de 5 de Janeiro de 2009 (UTC)

Ridícula a discussãoEditar

Estadonidense é um pejorativo criado por causa do antiamericanismo e não é um termo oficial da lingua portuguesa para descrever uma pessoa que é natural do país conhecido como "América". Estados Unidos da América é somente o nome completo do país conhecido como "América". O Brasil um dia foi chamado de Estados Unidos do Brasil e hoje é oficialmente chamado de República Federativa do Brasil e todos nós sabemos que o povo brasileiro é considerado brasileiro e não um derivativo das outras partes do nome oficial.

Quando a música patriota "América the Beautiful" foi escrita, o autor não tinha em mente o resto das américas mas sim o país que ele conhece como América que ficava entre o Canadá e o território mexicano.

Nós brasileiros não somos americanos porque não existe um continente chamado América. Existem as Américas que são: a América do Sul, América Central e América do Norte. Então, nós brasileiros somos sulamericanos como os mexicanos são norteamericanos e etc. Os americanos também são norteamericanos mas são exclusivamente americanos porque têm cidadania dos Estados Unidos da América.

Tentar usar o termo pejorativo como oficial só satisfaz a necessidade de atacar americanos (por não gostar do país e de seu povo) e ajuda a ferir mais ainda a integridade da informação contida na Wikipédia por usar terminologia baseada em pura ideologia, preconceito e ignorância dos fatos. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 128.222.37.58 (discussão • contrib.) tony :: jeff ¿ 01h00min de 4 de fevereiro de 2010 (UTC)

Colega, se abrir o Houaiss ou qualquer outro dicionário que preste, não encontra referência de que seja esse um termo "pejorativo". Se o é para si, guarde para si suas conclusões parciais. O termo é aqui referido por sua qualidade técnica, sua exatidão, e por ter sido o termo optado pela pessoa que criou este verbete. --tony :: jeff ¿ 01h00min de 4 de fevereiro de 2010 (UTC)

Discussão sem fundamentoEditar

Sou um participante e editor da Wikipedia já uns 03 anos e presenciei essa discussão anteriormente e sempre acaba em nada!

Siceramente,vejo que é pura politicagem e briga de poder na Wiki.

No Brasil na língua popular já se diz americano nacionalmente Estados Unidos da América mas no português padrão segundo o pai dos burros Aurélio Buarque de Holanda pode ser americano(popular coloquial)e padrão segundo Aurélio e o Hernani Terra estadunidense ou norte-americano ou ianque.

É polêmico de fato mas sugiro que termine a discussão em uma votação ou então impondo os padrões do nosso idioma.--Marcelo Emanoel (discussão) 14h47min de 17 de março de 2009 (UTC)

De quem é a ideologia?Editar

É curioso que o artigo faça a citação abaixo como para indicar que a adoção de "estadunidense" não tem cunho ideológico.

"A categoria 'estadunidense' não constitui tentativa esquerdista de riscar do mundo da linguagem e dos vivos a população daquela grande nação, como já assinalado. Trata-se apenas de pequena tomada de consciência e restauração da legalidade lingüística e simbólica dos direitos políticos e materiais dos povos oprimidos da América."

Tal citação é uma incrível coleção de bobagens em pequeno espaço. Logicamente, "riscar do mundo (…) dos vivos a população daquela grande nação" é algo que nenhum gentílico, por si só, se não servir de respaldo ideológico a alguma ação mais concreta, vai realmente fazer. Já os adjuntos "apenas" e "pequena" são um artifício para desviar a atenção do fato de que a "tomada de consciência" é precisamente uma atidude ideológica. Fora de ideias esquerdistas, qual o sentido das expressões "tomar consciência" e "povos oprimidos da América"? Que diabos vem a ser a "legalidade lingüística dos direitos políticos e materiais" de tais povos, e por que tal estrovenga deveria ter primazia sobre a legalidade lingüística que um americano -- porque, de acordo com a própria tese que se pretende defender, quem nasce nos Estados Unidos da América é tão americano quanto um brasileiro, mexicano ou canadense -- teria de se chamar americano? E que "direitos materiais" estão carentes de restauração?

Ora, os americanos, nascidos na terra do Tio Sam, não se chamam assim porque se acham donos de todas as terras a oeste do Altântico. A Inglaterra tinha várias colônias no continente americano, e os ingleses que emigravam, embora umas poucas vezes soubessem de antemão se iam para a Carolina, Nova Inglaterra, Nova Jersey ou Kentucky, diziam simplesmente que estavam indo para a América, e, depois de estar nela, continuavam a chamá-la pelo seu nome mais geral. Isso se fortaleceu ainda mais nas proximidades de sua independência. Se os portugueses e espanhóis agiram de modo diferente, foi por causa do seu próprio provincianismo. Historicamente, portanto, não há "restauração" alguma a ser feita, porque a situação cultural que se tem é aquela que se tinha desde o início da colonização.

Ainda alguns aspectos. Se os nascidos nos Estados Unidos do Mexicanos são mexicanos, os nascidos nos Estados Unidos do Brasil (antigo nome da atual República Federativa do Brasil) são brasileiros, os nascidos nos antigos Estados Unidos da Colômbia (antes da separação do Panamá) são colombianos, não é natural chamar de americanos os nacidos nos Estados Unidos da América? Ou seria mais correto chamar de estadunidenses também os nascidos nesses outros países? -- 200.179.65.2 (discussão) 22h39min de 15 de abril de 2009 (UTC)

O problema é o pensamento predominante que existe na wikipedia lusófona que o problema de nomenclatura é apenas sobre a semântica e sintaxe, ignorando que em português, principalmente a variante brasileira, a palavra "estadunidense" possui um cunho derrogatório pesadíssimo e conotações politicas.
Além de ignorar a história do próprio Estados Unidos: que ele surgiu como uma União das 13 colonias originais Britânicas, não como um país centralizado propriamente dito! Tanto que o título oficial dos 16 primeiros presidentes dos EUA era "Presidente do Congresso Continental", ele presidia uma câmara, estilo o Parlamento Europeu. O EUA com governo central um pouco mais forte só surgiu com a segunda constituição e a eleição de George Washington, o primeiro "Presidente dos Estados Unidos". Até hoje a autonomia dos Estados Americanos superam vastamente o que se vê na maioria dos países. Ou seja, teoricamente, o semanticamente correto é se referir aos cidadãos dos Estados Unidos pelo gentílico do estado em que ele nasceu: Californiano, Texano, Mississipiano, etc. Assim como se faz com pessoas que nascem nos domínios da União Europeia.
Qual o gentílico de quem nasce na União Europeia? Europeu! Mas, nem todos os países europeus fazem parte da UE. Segundo a lógica daqui, eles então seriam chamados de "união europeanos" (olha que esta palavra nem existe) assim que a UE se tornar um país.
Mas não ligue. Exceto este trecho que você citou, a esmagadora maioria dos que insistem nesse gentílico, o fazem por ingenuidade mesmo, efetivamente pensando que se trata apenas de um problema de língua, de ambiguidade para ser mais exato, não politico-ideológico.
Minha opinião pessoal é que isto fere a credibilidade da wikipedia, já que a esmagadora maioria dos meios de imprensa, o povo e até mesmo a maioria dos documentos do governo, pelo menos aqui no Brasil, usa o gentílico americano e está ciente da carga ideológica do gentílico estadunidense. Mas eu já desisti de discutir sobre isso, porque sempre termina em guerra de edição. Tanto que eu nem edito este artigo. Como eu trato de artigos com pouco uso de gentílicos modernos (eu gosto de artigos relacionados à fome, basta ver minha contribuições, apesar que faz tempo que não atualizo minha página pessoal), isto pouco me afeta. Quando tem se referindo aos americanos, eu utilizo o estado, que está certo do mesmo jeito. --CapEnt (discussão) 22h39min de 17 de abril de 2009 (UTC)

Eu acho, sinceramente, ridícula essa história de "estadunidense". A Wikipedia é a única mídia de grande porte que faz uso dessa expressão que causa estranhamento até entre nós, nativos. "Americano" é uma palavra comum em português. o comentário precedente não foi assinado por 201.9.118.100 (discussão • contrib.)

A Wikipédia não é o lugar ideal para desfilar ideologias. Tem muita gente re-editando vários artigos substituindo 'americano' pelo termo obscuro 'estadunidense'. Usuários fazendo tais modificações deveriam ser notificados. E ponho em dúvida se deveria existir o termo 'estadunidense'. Seria a mesma coisa que usar 'republicafederativense' no lugar de 'brasileiro'. o comentário precedente não foi assinado por Thms10 (discussão • contrib.)

Sinceramente, beira ao rídiculo e até mesmo põe a credibilidade da Wikipédia em dúvida essa história de "estadunidense", ninguém conhece os americanos como estadunidense e esse portal que devia ser imparcial acaba virando palco para demonstração de esquerdistas recheados de sentimento antiamericano. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 200.158.101.34 (discussão • contrib.) tony :: jeff ¿ 01h03min de 4 de fevereiro de 2010 (UTC)

Ou então edita-se todos os artigos da Wikipédia que incluem o termo "brasileiro" e os alterem para "republicofederativense". 200.158.101.34 (discussão) 19h09min de 6 de janeiro de 2010 (UTC)

Ou então se editam verbetes preocupando-se com seu conteúdo e esquecendo discordâncias menores como esta, que tal? Por sinal, se encontrar "republicofederativense" em algum dicionário – caso saiba usar um – tem meu apoio. --tony :: jeff ¿ 01h03min de 4 de fevereiro de 2010 (UTC)

Acho engraçada a posição mais "engajada" de defender que usar "americano" ou "norte-americano" seria "colonialismo" ou "submissão aos interesses capitalistas estadunidenses". Justamente ao tentar minimizar essa suposto "imposição" dos EUA sobre nós é que acabam na verdade fazendo com que os EUA tenham uma "importância", um efeito, maior, essa preocupação toda com as palavras que se deve usar para (imaginam) não diminuir a si próprios (como "não-americanos", como se uma palavra não pudesse ter mais de um significado de acordo com o contexto) ou não enaltecer (de alguma forma...) os EUA. Criam um fantasma. "Não sou anti-americanista revoltado, sou anti-estadunidista consciente e esclarecido." Quando não é isso, é um preciosismo pedante, que só deveria ter lugar em seções de curiosidades. O caso de "neerlandês" é meio como defender que tudo bem se referir a um grupo de pessoas como "laia" ou "bando" porque na origem dos termos em mil setecentos e bolinha eles não tinham qualquer denotação pejorativa. --extremófilo (discussão) 18h06min de 24 de fevereiro de 2010 (UTC)

IanqueEditar

Ianque é quase ofensivo a qualquer americano e usar o dicionario informal como referência não torna este termo oficial, quanto mais desejável no tratamento aos americanos. (o termo estadunidense é tão quinta coluna que nem vale a pena comentar) o comentário precedente deveria ter sido assinado por 200.206.228.117 (discussão • contrib.)

Concordo, mas infelizmente os dicionários citam tais termos e a Wikipédia tem a obrigação de relatar isso. RafaAzevedo msg 21h32min de 8 de março de 2010 (UTC)

O dicionário também traz a forma pejorativa "cucaracho" para se referir a mexicanos. Isso não quer dizer que o termo tenha qualquer validade. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 189.83.11.15 (discussão • contrib.)

Curioso!!! Eu, americano, nascido no Brasil, não acho ofensivo chamar os americanos lá dos Estados Unidos de IANQUES!! Ao contrário do senhor, os estadunidenses acham que vale à pena comentar essas varições de termo. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 189.3.163.51 (discussão • contrib)

Politização da WikiEditar

É lamentável que uma minoria organizada na Wikipédia consiga estuprar a língua portuguesa e forçar o uso de um gentílico que o povo na rua sequer conhece.

Façam o teste, senhores esquerdistas antiamericanos, e saiam as ruas perguntando como se chama quem nasce nos Estados Unidos.

Patético, é essa a palavra que resume essa besteira e babaquice de querer à força mudar o gentílico que o povo escolheu usar. Na minha opinião, deveríamos citar "Estadunidense" (o corretor não para de grifar em vermelho essa palavra, rs...) como um gentílico usado por uma minoria (daria até pra citá-la: esquerdistas) para designar o povo oriundo dos Estados Unidos.

Por que não crescem? RafaelC (discussão) 13h15min de 16 de fevereiro de 2011 (UTC)

A Wikipedia tem pouco respeito nos meios acadêmicos. E vai continuar sendo assim, por causa desse tipo de coisa. Eu mesmo, em minhas aulas, quando quero dizer que textos retirados da Wikipedia não têm validade, cito o fato de que os textos sempre trazem "estadunidense" quando se referem aos americanos, e que o texto principal sobre os Estados Unidos da América diz que o "padrão" é escrever estadunidense. E que não tem como mudar (já que alguns pensam que a wikipedia é livre) porque o texto é bloqueado para edição. É como se um partido de esquerda brasileiro já tivesse comprado a sua parte na wikipedia.

Mover e dividirEditar

Com seu presente conteúdo, esse artigo deveria ser movido para outro título e "estadunidenses" (sic) tornar-se um artigo independente, explicando o uso desse gentílico absurdo, cuja popularização é motivada politicamente e não deveria pautar a Wikipédia.

Flávio, o Maddox (msg!contrib) 22h35min de 16 de julho de 2011 (UTC)

Não deveria haver voto nenhum e sim o uso de fatos em vez de politicagem boba na Wikipedia.Editar

Não quero argumentar contra o uso no dia-a-dia da expressão "estadonidense" porque todos devem ter a liberdade de usar as palavras e expressões que acham mais apropriadas. Mas, em artigos sérios e educativos, os fatos devem ser mais importantes do que ideologia política. Então fatos devem permanecer na página em vez de ter que criar uma votação.

Ou seja, o termo oficial do artigo deve ser "americano" e os autores devem explicar a origem e o uso da expressão "estadonidense" que é de fato um pejorativo recente do português brasileiro (e não do português de Portugal) que nasceu de uma ignorância a respeito do nome dos continentes e do nome do país em questão. Nem preciso mencionar o motivo ideológico que é óbvio.

O fato é que não existe um continente chamado "América" e sim um grupo de continentes referidos como "As Américas" onde ficam a América do Norte, a América Central, e a América do Sul. O povo brasileiro não é "americano" e sim sulamericano como mexicanos, americanos e canadenses são de fato norteamericanos. Os unicos americanos da América do Norte são os com cidadania no país chamado "América" e não no Canadá ou no México.

Existe um país chamado América e o nome completo do país é Estados Unidos da América. Como existe um país chamado Brasil e o nome completo do país é República Federativa do Brasil. Brasileiros não são republicafederativenses e sim brasileiros.

O argumento que temos que nos referir ao povo dos EUA como "estadonidenses" é ridículo. Devemos mudar o nome da página sobre a termo "carioca" (e "fluminense" para os que são nascidos no estado do Rio) no wikipedia para "riodejaneirense" só porque uma minoria decidiu que os cariocas não tem direito de serem chamados de cariocas por motivos políticos? Devemos ter um voto para decidir isso? Ou devemos usar fatos? Francamente, o nome do artigo e o uso de "estadonidense" no wikipedia só ajuda a provar que o wikipedia não deve ser usado como fonte séria.

Outro fato, a palavra "ianque" é um pejorativo e isso deve ser explicado no artigo como também o verdadeiro motivo do uso (e da origem) do termo "estadonidense."

Fatos são importantes e sem os fatos não existe credibilidade.

Flacerda (discussão) 12h17min de 31 de julho de 2011 (UTC)


Atenção: Cristóvão Colombo Chegou ao novo continente em que região, hein? Na América Central.

E após um tempo, qual nome foi dado por ele a todas as ilhas que ele visitou no Caribe? AMÉRICA!!!

Então não me venha com essa ladainha de que não existe um continente chamado América "por origens".

E isso são (como tanto valoriza) FATOS!!!

Moeda dos EUAEditar

Se procurar em qualquer dicionário de língua portuguesa ou estrangeira, existem vários tipos de dólar.

Tem o dólar canadense,o jamaicano, o australiano, agora DÓLAR ESTADUNIDENSE, só na Wikipedia mesmo.

É uma vergonha!

Faço questão de mostrar que por motivos políticos e irracionais de alguns pseudo-intelectuais editores da Wikipedia, que a mesma já algum tempo perdeu a credibilidade para pesquisas escolares e acadêmicas.

Dólar Estadunidense é o atestado de ignorância e da fraqueza da educação brasileira nos dias atuais.Lamentável.Nem vou alterar o nome da moeda, vou deixar por vocês mesmos decidirem isso.

Acredito que usar o termo estadunidense vale para se referir a adjetivo pátrio de pessoas dos EUA, não a ponto de alterar formas clássicas e consagradas de se utilizar o termo americano ou norte-americano a algumas singularidades do país, como a moeda por exemplo, enfim, é isso.--Marcelo Emanoel (discussão) 05h50min de 27 de agosto de 2011 (UTC)


Quando fazemos compras em sites internacionais, aparace o símbolo $ ou dollar? ou US$ ou USD(United States Dollar)?É uma convenção internacional não uma invencionice da Língua Portuguesa.

Termos Acadêmicos são criados para diferenciar sem sombra de dúvidas, e não podem dar vazão à interpretações.Quando existe um único termo para definir mais de uma coisa, modifica-se o termo para adequa-lo e diferencia-lo.

O termo Motivos Políticos é usado de uma forma pejorativa, sem se usar a forma acadêmica da palavra.São motivos políticos e político-geográficos que devem constar ou ser discutidos para criar um termo eficiente.Se fosse um país pequeno e sem importância política esse termo já estaria convencionado à muito tempo. Não se reclama de modificar todos os termos para que o termo América designe apenas um país em detrimento à um continente. Termos clássicos???Eramos todos colônias à 300 anos e separados por colonizadores... América portuguesa, espanhola etc...Convenções não são unilaterais e devem ser discutidas e adequadas.--Paladino2009 (discussão) 10h15min de 21 de setembro de 2011 (UTC)

povo?Editar

e desde quando um país baseado em jus soli é uma etnos?devia ser povos americanos o nome do artigo..

Seria melhor a renomeação desse artigo para Norte-americanos. Eduardo Pazos (discussão) 13h29min de 21 de março de 2012 (UTC)

Posso mover o artigo para Norte-americanos? Eduardo Pazos (discussão) 16h37min de 4 de abril de 2012 (UTC)

Eu não vejo muito sentido em uma mudança dessas, Norte-americano é por demais impreciso. Uma coisa é usar dentro de um contexto que indique claramente que se refere a cidadãos dos EUA, mas com título me parece estranho. Penso que é mais provável que alguém vá a norte-americanos buscando a desambiguação que lá está do que para encontrar um artigo sobre o povo dos EUA. Chico Venancio (discussão) 20h23min de 4 de abril de 2012 (UTC)

Eu ainda prefiro o título desse artigo estar escrito "Estadunidenses". Soa muito mal ao ouvido e à mente, ler o título desse artigo como "Povo dos Estados Unidos". Opinião minha. Eu concordo que nós podemos optar por escrever "estadunidense", "norte-americano", "americano" e "ianque". Não vejo problema em optar. Acho que não é bom impedir o uso de grafias. Isso não faz da wikipédia livre. Eduardo Pazos (discussão) 22h40min de 22 de abril de 2012 (UTC)

Americano vs. norte-americano vs. estado-unidense vs. estadunidenseEditar

Segundo o VOP (Vocabulário Ortográfico Português - made in Portugal) [1]

Dicionário de Gentílicos e Topónimos

Topónimo Tipo Gentílico Género Parte de
Estados Unidos País estado-unidense nome América
estado-unidense adjetivo
ianque adjetivo
ianque nome
norte-americano adjetivo
norte-americano nome

Segundo o VOLP (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - made in Brasil) [2]

Palavra Género Plural
estado-unidense adjetivo e substantivo de dois gêneros estado-unidenses
estadunidense adjetivo e substantivo de dois gêneros não tem
ianque adjetivo e substantivo de dois gêneros não tem
norte-americano adjetivo e substantivo masculino norte-americanos

As conclusões são simples, para começar em Portugal, o país em questão passou oficialmente a chamar-se "Estados Unidos" (o que quanto a mim é uma estupidez, ainda bem que sou angolano), depois conclui-se que o VOP é mais completo que o VOLP, pois enquanto que no VOP, além de citar as palavras explicam a sua utilização, no VOLP, limitamos-nos a saber que as palavras existem e temos que adivinhar o resto. Como tal vamos assumir que as respectivas palavras que se referem ao povo que vive nos Estados Unidos (da América) são: no VOP as que estão indicadas como nome e no VOLP as que têm plural.

Como tal as únicas variantes permitidas para descrever o povo em questão são:

  • Em português europeu - estado-unidense; ianque; norte-americano
  • Em português brasileiro - estado-unidense; norte-americano

Portanto estaunidense, apesar de existir no Brasil e apenas no Brasil, pois a palavra estadunidense não se encontra no VOP, a mesma não significa "povo dos Estados Unidos" e por exclusão de partes refere-se a todos os estados unidos existentes ou que já existiram, não ao povo mas ao país em si, tal significa que utilizar a palavra estadunidense para descrever naturais do referido país está claramente errado e tal palavra deve ser estripada da wikipédia para descrever os naturais do referido país, passando a ser apenas aceites estado-unidense, ianque e norte-americano na versão pt-eu e apenas estado-unidense e norte-americano na versão pt-br. se alguém se opõem que apresente provas do contrário.

Para terminar, devo referir que a palavra estado-unidense apenas entrou para o pt-eu com o Acordo de 1990, pelo que a mesma não é válida para o português angolano, sendo apenas válido norte-americano, nessa versão. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 17h09min de 1 de agosto de 2012 (UTC)

Referências

  1. «VOP - Dicionário de Gentílicos e Topónimos». Portal da Língua Portuguesa 
  2. «VOLP». Academia Brasileira de Letras 
Mas não faz nem três meses que escrevemos alguns megabytes sobre o assunto aqui e já começamos de novo? Não houve ali uma conclusão? José Luiz disc 17h43min de 1 de agosto de 2012 (UTC)
O Problema é que o que está lá escrito está errado, pois apesar de eu achar que americano é o correto, segundo os VOP e VOLP, americano e estadunidense estão errados, pelo que não podem ser usados, é tão simples como isso, ou então renegam o AO 1990, a opção é vossa. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 17h57min de 1 de agosto de 2012 (UTC)
Estas duas fontes não são as únicas existentes. O fato de existirem inúmeras outras fontes (muitas de autoridades linguísticas igualmente respeitáveis) que usam 'americano' e 'estadunidense' impossibilita qualquer tentativa de se "proibir" o uso dessas formas. Nunca vai acontecer, ao menos enquanto a Wikipédia for pautada por WP:FF. Além do mais, pela tabela não percebi onde é que entra 'americano' nisso tudo. RafaAzevedo disc 18h07min de 1 de agosto de 2012 (UTC)

Estas "duas fontes" são as únicas válidas, pois segundo o AO 1990, todas as palavras da nossa lingua se devem reger por elas, portanto qualquer fonte que não esteja de acordo com elas, pura e simplesmente estão erradas. Note-se que estadunidense, e americano, não são termos errados, apenas o são para descrever o povo, continua correcto dizer-se por exemplo senado estadunidense, mas errado dizer os estadunidenses, é tão simples quanto isso. Mas se quiserem rasgar o AO 1990, por favor, façam-no, eu até sou contra... Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 18h26min de 1 de agosto de 2012 (UTC) PS: não percebe onde é que entra americano, no meio disso? Simples, segundo o AO 1945, o país chama-se América e um habitante do país chama-se americano.comentário não assinado de Zorglub (discussão • contrib)

Nonsense, o nome do país nunca foi América, nem em ptPT, nem em ptBR, nem em ptAO, nem em pt de onde for. RafaAzevedo disc 18h53min de 1 de agosto de 2012 (UTC)
Nonsense sempre foi esse seu achismo, pois o país é claramente América, sempre assim foi em Angola e inclusive em Portugal e só agora é que deixou de ser para se fazer a vontade ao Brasil, se quiser digitalizo a parte dos topónimos do "prontuário ortográfico da língua portuguesa" e mando-lo para ver se para de uma vez com essa teimosia. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 18h58min de 1 de agosto de 2012 (UTC)
O fato de você ter achado uma fonte qualquer que afirma esse disparate não significa que outras fontes o façam, e repetir incessantemente uma tolice não faz dela uma verdade. Repito: o nome do país nunca foi América, em qualquer variante do português. RafaAzevedo disc 06h31min de 6 de agosto de 2012 (UTC)
Francamente Rafa... As vezes fico mesmo com a certeza de que você é mesmo estraterrestre, porque chamar o "prontuário ortográfico da língua portuguesa" de uma fonte qualquer é mesmo para rir, porque chorar nem vale a pena. Foi o VOLP/VOP da altura de quando se fez o acordo de 1945, aquele que os brasucas não assinaram, lembra... O que você passa a vida a esquecer é que brasileiro não é portugues (ou melhor nao era, pois Portugal abriu as pernas para o Brasil no AO 1990) e pode ter a certeza que escluindo o Brasil o nome do Pais era America para o resto da lusofonia quer voce goste ou nao. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 01h42min de 7 de agosto de 2012 (UTC)

Será que vale mesmo a pena ressucitar essa discussão? Halleltalk 18h42min de 1 de agosto de 2012 (UTC)

A questão é que nem à discussão, pois se foi votado a obrigatoriedade de uso do AO 1990, excepto para os países da lusofonia que não aderiram, logo não se pode utilizar termos que não são aceites pelo mesmo, logo a discussão é inexistente. Ou se aceita a remoção das palavras americano e estadunidense para descrever o povo dos Estados Unidos, ou pura e simplesmente relega-se o AO 1990, e volta-se ao antigamente. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 18h55min de 1 de agosto de 2012 (UTC)

Perguntei Zorglub, pois desde 2008 batem a cabeça por aqui, e vejo que o negócio não chega a lugar algum. Ressucitar isto é ter mais dois/três meses de muita cabeça quente, e muitos desafetos. A colaboração mútua por aqui deixou de ser a primeira via, para dar lugar a discussões (não que esta não seja pertinente). Não vou adiante no debate, mas espero que os que virão depois tomem "maracujina". Halleltalk 19h03min de 1 de agosto de 2012 (UTC)

Formalismo imparcialEditar

Este artigo explica que existem 5 gentílicos usados pelos brasileiros. Sendo assim, não é inteligente, formal, nem bom para o texto, que se escolha qualquer um deles em específico para designar o habitante do local. O certo é, neste artigo, chamá-los formalmente, e imparcialmente, de "moradores dos Estados Unidos". Qualquer outro jeito de se expressar, é tomar partido de um dos gentílicos, tornando o texto parcial (ainda mais porque há controvérsias acerca do assunto). Portanto, modifiquei todos os "estadunidense" que havia nesse artigo para "dos Estados Unidos" ou "moradores dos Estados Unidos" (exceto na seção de controvérsias, que explica o problema), para que o texto não "escolha" um dos gentílicos válidos e se torne formal e imparcial. Creio que melhorei o artigo com isto. CoalaBR (discussão) 15h58min de 2 de novembro de 2012 (UTC)

Já que insistes, deixo a recomendação decidida aqui. Lembro-lhe que ontem tive muito trabalho com você e seus IPs, pois mudaram a nacionalidade de diversos artigos. Peço que não repita o feito. Halleltalk 16h31min de 2 de novembro de 2012 (UTC)
Já li toda a discussão desta página, e esta recomendação. Caso não tenha percebido, estou querendo ajudar este artigo em específico e não os outros. Focando no assunto, quero dizer que este artigo é uma exceção à regra geral, pois é ele que trata do gentílico, sendo usado como link para os milhares de outros que contém o gentílico. Este artigo é o que deve ser o exemplo máximo de isenção, e ele, no atual momento, não o está sendo, pois "escolheu-se" um termo entre os 5 e aplicaram-no em todo o artigo, um caso clássico de parcialidade. O máximo de formalismo e imparcialidade para designar o morador/oriundo dos Estados Unidos é justamente este, chamá-lo de morador/oriundo dos Estados Unidos. Portanto minha edição é a mais adequada para ESTE artigo aqui. Quanto aos outros, a recomendação é muito boa: coloque-se link pra cá, e o leitor que decida como quer chamar o oriundo dos Estados Unidos. Conseguiu diferenciar uma coisa da outra? Este artigo é uma base teórica sobre o assunto e não deve usar NENHUM gentílico em seu texto, já que no início ele descreve os 5 existentes e no final fala de controvérsia entre eles, no restante deve o texto ser neutro, amorfo. CoalaBR (discussão) 19h31min de 2 de novembro de 2012 (UTC)
Lá fala da questão do Status Quo, e está bem explícito. Se não entendestes, não posso fazer nada, mas ficar discutindo com você? Desde ontem já não tenho mais paciência para isto! Não o reverterei, e vou aguardar que mais usuários se manifestem. Halleltalk 19h43min de 2 de novembro de 2012 (UTC)
Status quo não vale pra este artigo, que é o fomentador dos outros. A instrução 2 (que vem na frente do 3) fala sobre este artigo aqui, ou seja, este artigo aqui é pra ser base e exemplo, e não tem como ele ser base e exemplo de nada, escolhendo um termo entre os 5.Este artigo aqui não deve escolher nenhum termo, pois ele é exceção, explicativo aos outros. CoalaBR (discussão) 19h49min de 2 de novembro de 2012 (UTC)
Além de Status quo, vou reproduzir o que o FSogumo escreveu em sua discussão: Citação: «Não é necessário repetir todos os cinco termos quando se refere ao conceito, se não fosse um, poderia ser qualquer um dos outros. Por favor, não use indevidamente seu privilégio de edição». Halleltalk 20h02min de 2 de novembro de 2012 (UTC)
E depois eu conversei com ele educadamente e ele não ficou mais insistindo em reverter minha edição, que é claramente mais neutra e mais imparcial do que a anterior. CoalaBR (discussão) 20h04min de 2 de novembro de 2012 (UTC)

Mudança de títuloEditar

Eu   Apoio a mudança de título para Natural dos Estados Unidos. Povo dos Estados Unidos me soou bem estranho. Eduardo Pazos (discussão) 00h36min de 19 de novembro de 2012 (UTC)

Regressar à página "Povo dos Estados Unidos".