Maria-Olympia da Grécia e da Dinamarca fala sobre a paixão pela moda e diz ser uma princesa pé no chão - Vogue | moda
  • Gisela Gueiros
Atualizado em
Top de couro preto, camisa de seda e saia plissada de jeans tie-dye.  (Foto: Nyra Lang)

Fotografada no Mandarin Oriental, em Nova York, Maria-Olympia usa top de couro preto, camisa de seda e saia plissada de jeans tie-dye. Todos os looks são da coleção de verão 2020 da Dior (Foto: Nyra Lang)

Filha do príncipe Pavlos da Grécia e neta paterna de Constantino 2ª da Grécia e de Ana Maria da Dinamarca (os últimos rei e rainha da monarquia grega, extinta em 1973), Maria-Olympia da Grécia e da Dinamarca jura que às vezes nem se lembra de carregar o título de princesa. “Ele só se torna uma questão na minha vida quando passo pela imigração no aeroporto. Os funcionários da Polícia Federal acham que ‘Princess’ é meu nome”, conta, aos risos. Recém-formada em negócios de moda, comunicação e marketing pela New York University, Olympia leva uma vida relativamente normal, ainda que glamorosa: criada entre Londres e Nova York (onde nasceu e vive hoje), mora com os pais e três dos quatro irmãos na casa da família no Upper East Side e passeia todas as manhãs no Central Park com um de seus seis cachorros. “Temos dois weimaraners, um pastor belga, um lulu da pomerânia e dois buldogues franceses”, lista ela, dona também de dois porquinhos, que moram na casa de campo da família em Cotswolds, na Inglaterra.

Fashionista de carteirinha e presença constante na primeira fila dos desfiles de Nova York a Paris (todos devidamente registrados em seu perfil no Instagram, @olympiagreece), Olympia se encontrou mesmo na moda. “Com certeza é neste universo que vou trabalhar”, garante ela, que tem 23 anos e, quando não está posando para ensaios como o que ilustra estas páginas, ajuda a mãe (a princesa consorte Marie-Chantal Miller, herdeira do magnata inglês Robert Warren Miller) na marca de roupas infantis batizada de Marie-Chantal. “Vou ao escritório dela quase todos os dias, ela quer que eu entenda como funciona o mercado”, diz.

Vestido de véu com bordados, sutiã e hotpants, ambos plissados. Todos os looks são da coleção do verão 2020 da Dior (Foto: Nyra Lang)

Vestido de véu com bordados, sutiã e hotpants, ambos plissados (Foto: Nyra Lang)

Marie sempre deu força para que sua filha tivesse experiências profissionais relevantes. Aos 16 anos, por incentivo dela, Olympia passou um verão em Paris estagiando na Dior. “Aprendi muito sobre os bastidores. Passava um dia no departamento de sapatos e outro no de bolsas. Via o passo a passo de tudo começando do zero!”, lembra, enquanto faz mistério sobre o próximo projeto profissional. “Estou desenvolvendo uma collab com uma marca, mas ainda não posso contar detalhes.” Também dá a entender que está de olho no mercado de beleza, ainda que sua rotina diária inclua apenas três produtos. “Uso hidratante, corretivo e lip balm, bem simples.”

Há quatro anos, quando voltou para Nova York sozinha para fazer faculdade, Olympia elegeu o SoHo como seu lar temporário (a família só trocou Londres por Manhattan há dois) e começou a perceber uma certa transformação no seu estilo. “Quando adolescente, usava mais leggings e moletons de capuz oversized. Agora, estou sempre de calça skinny preta com um suéter bem aconchegante e coturnos, que combino com jeans no inverno e com vestidinhos no verão.”

Vestido de tule bordado (Foto: Nyra Lang)

Vestido de tule bordado (Foto: Nyra Lang)

A americana conta que se sente em casa em vários lugares do mundo e, mesmo sem nunca ter morado na Ásia, quando pensa em “comida caseira” é a culinária chinesa que vem à sua cabeça. É que foi em Hong Kong que sua mãe, nascida em Londres, cresceu. O vaivém pelo globo faz parte da rotina de todo o clã: apenas de temporadas na Europa, são no mínimo quatro ao ano. “Sempre passamos o Thanksgiving em algum canto por lá. Acabamos de voltar de férias, estávamos esquiando em St.Moritz, na Suíça.” Mas é na casa dos pais em Harbor Island, nas Bahamas, que ela se desliga completamente: “Amo sair para nadar e depois tomar sol. Durante o inverno nova-iorquino, soa ainda mais irresistível”. Já as férias de verão são passadas na Grécia com os avós paternos, que a levam para velejar no Golfo de Petalioi, nos arredores do Palácio de Tatoi. 

Tendo o príncipe Charles como padrinho (o avô é primo de primeiro grau do duque de Edimburgo, marido da rainha Elizabeth 2ª) e a rainha Sofia como tia paterna, Olympia está acostumada à curiosidade a respeito de sua família. Alguns detalhes mais íntimos do dia a dia devem aparecer em breve no livro Manners Begin at Breakfast (Vendome Press, US$ 25), que será lançado por Marie-Chantal em março. “Na publicação, ela conta várias histórias de quando éramos crianças e acalma as outras mães dizendo que ninguém é perfeito. Temos muita sorte, ela nos educou para sermos totalmente pé no chão.”

Fotografada no Mandarin Oriental, em Nova York, Maria-Olympia usa vestido de jacquard de seda.  (Foto: Nyra Lang)

Vestido de jacquard de seda. (Foto: Nyra Lang)

Styling: Tanya Ortega
Beleza: Viktorija Bowers com produtos Kosas cosmetics (make) e Romina Manenti (cabelo)
Coordenação: Monica Borges
Produção executiva: Jhonata Fernandes
Produção de moda: Reinaldo Nuñez
Assistente de fotografia: Ian Rutter
Agradecimentos: Mandarin Oriental New York